Com o interesse de agradar o mercado chinês, a Apple decidiu remover os símbolos de Taiwan do seu aplicativo de mensagens, não incluindo o emoji da bandeira do país em seu teclado.

O bug só afetava os dispositivos iOS de determinadas regiões, quando o usuário configurava a China como idioma e região local. Isso provocava um erro que bloqueava o dispositivo, e tudo indicava ser mais uma exigência política dos chineses.

O conflito da China com Taiwan vem desde o final da Guerra Civil chinesa em 1949. Desde então, Taiwan é uma espécie de status indefinido. Para a República Popular, ele não é um país e faz parte do seu território. Em 2005, uma nova lei foi desenvolvida para permitir o uso da força se a ilha se proclamasse como república, com uma nova constituição.

 

 

O bug foi descoberto por um pesquisador de segurança, em um divertido e complexo processo técnico para entender o problema. Quem configura a região como China, vai constatar que a bandeira de Taiwan desaparece como emoji, mas pelo menos não há bloqueio do dispositivo, algo que foi corrigido na versão 11.4.1 do iOS.

É mais uma forma do governo chinês censurar as tecnologias, assim como acontece com a censura de aplicativos VPN ou tradução de idiomas para o país oriental nos servidores do iCloud que servem os cidadãos chineses.

 

Via 9to5mac