CHEGOU O DIA!

Eu não sou nerd, confesso. Não conheço todo esse universo a fundo. Mas esperei por 26 de abril de 2018 por dez anos, e eu nem sabia.

Por que o mundo precisa de heróis?

Porque vivemos uma vida inteira cercado por eles.

Nossos pais, irmãos, amigos, professores, chefes. Até nossos inimigos podemos chamar de heróis. Pois nossos inimigos nos salvam de nós mesmos.

Estamos a poucas horas da estreia do filme mais esperado de 2018. A Marvel Studios vai entregar ao mundo o seu ápice dentro da chamada Marvel Cinematic Unverse: ‘Vingadores: Guerra Infinita’. Ao longo dessa jornada, fomos apresentados a uma gama de personagens que entraram de forma definitiva na cultura pop global. E o filme que estreia logo mais pode sim ser chamado de evento sem precedentes.

O cinema conheceu o conceito de universo compartilhado, e em tempos onde as pessoas desistiram de sair de casa para ver filmes em troca da Netflix, essa história conectada é uma das poucas que conseguem produzir filas de fãs a cada lançamento.

Mais do que isso: reforçou no imaginário popular a ideia de que não só precisamos de heróis, mas que qualquer um de nós pode usar o melhor de suas habilidades para o bem comum. Ou pelo menos ser um pouco melhor se não conseguir salvar a humanidade.

Eu não sabia quem era Tony Stark em 2008. Hoje, sou fã desse cara. Eu não fazia ideia de quem era T’Challa até dois anos atrás. Hoje, é uma alegria saber que existe um herói negro que suplanta toda a vitimização imposta pela própria cultura de massa.

Hoje, eu ainda espero por um filme solo da Viúva Negra, porque seria o empoderamento feminino em estado puro.

Daqui a algumas horas, tudo vai mudar. Para sempre.

Terei a felicidade de ser uma testemunha ocular da história do cinema e do entretenimento. E com direito a assistir a pré-estreia. Não podia ser diferente.

Um evento histórico, sem precedentes e único está por vir.

E, no final, ainda quero acreditar que ficção e realidade se fundem em conceitos que mostram os traços mais sinceros de humanidade que os grandes heróis podem ter: lealdade, cumplicidade, senso de urgência, generosidade, coragem e, principalmente, compaixão.

Não sei se é a ideia mais correta para resolver os conflitos. Uma guerra nunca resulta em algo bom: os dois lados são perdedores ao fim da guerra.

Mas… se um titã louco vier para o nosso planeta, tentar destruir metade de tudo o que temos…

Muito provavelmente eu também diria:

“Você não entendeu nada! Não tem trono! Não existe uma versão na qual você vai sair por cima. Talvez o seu exército venha, e talvez ele seja demais para a gente, mas nós queremos você!

Porque se não pudermos proteger a Terra…
…com certeza nós vamos vingá-la!”

#AvengersInfintyWar