flip

O mundo da voltas. Inclusive o mundo da tecnologia. Ver os smartphones em formato flip (ou clamshell) ganharem uma nova vida por causa do Android é algo bem legal, mas também mostra como determinados mercados ainda estão agarrados ao passado, de alguma forma.

Não é uma crítica. Não acho esse formato de telefone algo ruim. Pelo contrário. Acho estiloso. Eu gostei muito de ter por algum tempo telefones com o formato flip. Eram confortáveis no bolso, com um design bonito e moderno, e oferecendo as funcionalidades que eu esperava de um telefone (naquela época).

Mas o tempo andou. Hoje, me habituei completamente aos dispositivos com corpo unibody, até mesmo pela proposta direta de interação com o Android.

De qualquer forma, os asiáticos curtem essa proposta de smartphones Android em formato flip. A Samsung aposta pesado nesse formato de dispositivo, especialmente porque os asiáticos adoram esse tipo de telefone. E querem uma maior versatilidade de uso nos dispositivos com esse formato.

Por conta disso, o Samsung W2018 existe, e está incentivando outros fabricantes a seguirem o mesmo exemplo. Aqueles fabricantes especializados em clonar tudo o que os principais fabricantes apresentam no mercado internacional, mas com preços mais competitivos e qualidade mais questionável.

Ou seja, podemos ter em breve uma nova leva de smartphones em formato flip com Android. Porque os asiáticos estão agarrados ao passado.

E porque o formato flip é bem legal. Admito.