Tag Archives: leak

“Vazou”? “Por engano”? “Acidentalmente”? No mundo tech, tá difícil acreditar nesses termos…

by

iphone4_011

Esse é o vazamento mais famoso da história da tecnologia. Bom, pelo menos é o mais polêmico. Afinal, até hoje as opiniões se dividem entre um vacilo de um iPhone 4 esquecido em um bar e a má fé do editor da Gizmodo (e do dono do bar) em publicar as imagens do dispositivo perdido. De qualquer forma, desde então, os vazamentos de futuros lançamentos de tecnologia se tornaram pauta obrigatória nos principais blogs e sites desse segmento. Porém, fica a pergunta: até onde é “sem querer”?

O último “vazamento” na verdade é uma “confirmação” de um produto que todo mundo suspeitava que existia: o Microsoft Surface Mini. E como ele foi confirmado? Através de uma documentação que “deixou escapar” em diversas referências que o citado Surface Mini existia.

Isso não é “vazamento”. Isso é vacilo mesmo.

Aqui no Brasil, os lançamentos não vazam com tanta frequência. Em compensação, quando acontecem, são coisas grandes. O Tecnoblog já marcou um golaço quando publicou as imagens do controle do dispositivo multimídia lançado pela Amazon esse ano, sem falar no vazamento da nova versão do PlayStation 3 (Slim), com fotos e detalhes técnicos.

Mas o exemplo mais emblemático de “vazador” do mundo tech no Brasil é, sem dúvida, a Fast Shop.

Por pelo menos três vezes, a Fast Shop quebrou as pernas de assessorias de imprensa ao deixar vazar (acidentalmente ou não) um futuro lançamento de um produto de tecnologia. Por conta deles, ficamos sabendo antes do tempo sobre os modelos RAZR D1, RAZR D3 e Moto E, todos da Motorola. Agora, imagine como a assessoria da Motorola Mobilty no Brasil “ama” o pessoal do marketing da Fast Shop.

Sem falar que, quando acontece por TRÊS VEZES, deixa de ser um “acidente” para ser outra coisa.

O que chama a atenção é que, nos últimos tempos, tais vazamentos acontecem com tanta frequência e riqueza de detalhes, que deixam de ser vazamentos para serem praticamente propagandas prévias desses lançamentos. Ok, eu sei que um cara como o @evleaks tem ótimas fontes dentro dos principais fabricantes. Mas renders altamente detalhados sobre um futuro lançamento? Não seria o próprio fabricante patrocinando esse “vazamento”?

Afinal de contas, apesar de algumas pessoas simplesmente ficarem com preguiça de clicar em um link para acessar o seu site (também conhecido como “o comentarista do título”), os blogs de tecnologia SÉRIOS ainda contam com certa credibilidade e fidelidade dos leitores, pois ainda são uma fonte confiável e isenta na maioria dos casos.

Logo, abastecer esses veículos com conteúdos que são do interesse desse leitor de tecnologia, que sempre deseja obter o máximo de informação possível sobre um futuro lançamento, é algo que vai de encontro com tudo aquilo que os fabricantes mais desejam antes de lançar o seu produto. Não só para despertar o interesse do público, mas até mesmo para identificar a opinião desse público antes do produto ser lançado.

Marketing. Simples assim.

Logo, amigo leitor, desconfie dos “vazamentos”, “acidentes” e outros expedientes criados para atrair você para o produto que eles vão lançar. Afinal de contas, nada nessa vida vem de graça.

Nem mesmo os vazamentos de tecnologia.

Já não há mais segredos guardados sobre a aparência do novo HTC One

by

htc-m8-leak-6-1-1

Chega a perder a graça. Uma das coisas que me motiva a escrever sobre tecnologia na internet é a expectativa que rodeia o lançamento de um novo produto. Especular e imaginar como pode ser um novo smartphone, tablet, notebook, videogame. Ou até mesmo ser pego completamente de surpresa, com uma solução que não imaginava que pudesse aparecer. Porém, os tempos são outros. Hoje, vivemos a velocidade da internet, e a era dos vazamentos.

Por conta disso, eu posso dizer, sem medo de errar, que não há mais muitos segredos sobre o novo HTC One, que será apresentado oficialmente ao mundo no dia 25 de março. Depois de tantas fotos e vídeos vazados na web, esse dispositivo pode entrar para a história como um dos smartphones com mais detalhes revelados antes do seu anúncio oficial na história da tecnologia moderna.

O produto foi tão vazado, e teve tantos detalhes revelados, que a Goophone, fabricante chinesa especializada por “clonar” smartphones de grandes fabricantes, já lançou a sua versão do novo HTC One, com aquele que deve mesmo ser o design final do produto original, mas com especificações com “algumas restrições orçamentárias”.

Duvida? Veja a foto abaixo.

goophone-m8-2

 

Conhecido também como HTC M8, o “The All New HTC One” não vai chegar ao mercado brasileiro de forma oficial. Bom, não nesse momento em que escrevo esse post. Todo mundo sabe que a empresa não possui mais operações no Brasil, mas desde o final da primeira metade de 2013, eu ouço rumores de fontes de Águas de São Pedro (anônimas) que a HTC estaria ao menos estudando o terreno para voltar ao nosso país. Até agora, nada. Logo, nada de novo HTC One por aqui, de forma oficial.

Mesmo assim, podemos dizer que ele é muito parecido com o One original, mas com algumas mudanças pontuais, como a câmera dupla na parte traseira, onde maiores detalhes não são revelados. A ideia é que ambos contem com a tecnologia Ultrapixel da HTC, além de um flash LED duplo, com duas tonalidades, que é uma solução semelhante ao que vimos nas versões mais recentes do iPhone.

Também é especulada uma versão Google Edition do novo HTC One, para a alegria dos mais puristas (ou para aqueles que não suportam interfaces de usuário personalizadas).

De qualquer forma, ficam essas questões: será que os fabricantes estão “bobeando” muito na tentativa de guardar segredos relevantes sobre os seus futuros lançamentos? Ou estariam os fabricantes deixando os produtos “vazarem” de forma proposital, para não só deixar os usuários salivando, mas também os adversários um pouco amedrontados?

Não sei. Imaginava que essa história de “contratos de confidencialidade, sigilo industrial” e derivados fosse algo mais rígido. Se qualquer empresa como a Goophone pode pegar os designs de um produto junto aos fabricantes de acessórios e lançar o seu clone antes mesmo do produto original chegar ao mercado (lembrando que não é a primeira vez que eles fazem isso – vide os casos dos clones do Galaxy S5 e e do iPhone 5c), é sinal que os segredos não são tão bem guardados assim.

E aí, poucas novidades são reservadas para a apresentação oficial do produto. E eu não sei qual é a vantagem que os fabricantes levam com o “anti clímax” criado.