Início » Aprendeação Igonorante » US$ 285 milhões em Bitcoin enterrados no lixão

US$ 285 milhões em Bitcoin enterrados no lixão

Compartilhe

O britânico James Howells está tentando desenterrar de um aterro sanitário um disco rígido que contém US$ 285 milhões em Bitcoins. E, antes de continuar, uma pergunta: realmente não dá para guardar criptomoedas na nuvem?

Pergunto porque qualquer hardware de tecnologia pode enfrentar uma falha, o que não acontece se o dinheiro estiver investido em um banco (quero dizer, desde que você não tenha o seu dinheiro em uma fintech ou banco digital do Brasil) ou até mesmo embaixo do colchão.

 

 

 

Uma decisão um tanto quanto burra, que resulta em desastres épicos

 

 

James Howells começou a apostar no Bitcoin em 2009, e conseguiu extrair ao longo do tempo 7.500 Bitcoins (hoje vale US$ 285 milhões) em um dos seus computadores que hoje sequer existe, mas o disco rígido ficou guardado como um cofre na sua casa.

Porém, em 2013, James acidentalmente jogou fora esse disco rígido milionário.

Bem feito. Quem mandou não identificar direito esse HD?

Resultado: o disco rígido foi parar em um aterro sanitário, onde foi devidamente enterrado. Agora, James briga com a prefeitura de sua cidade para ter o direito de escavar a área para tentar recuperar os Bitcoins. Ele está oferecendo 25% do valor armazenado (aproximadamente US$ 71 milhões) para ter a chance de recuperar o HD.

É pouco provável que um disco rígido enterrado em 2013 funcione em 2021. Mas não podemos culpar James Howells por tentar. Afinal, o case externo já era com a oxidação, mas o disco interno onde os dados estão armazenados pode estar intacto.

James sabe exatamente onde o HD está, mas precisa de autorização da prefeitura para escavar. Já a prefeitura de Newport informa que foi notificado por diversas vezes sobre essa tentativa de recuperação de hardware, mas os custos para isso seriam elevados, e a garantia de tudo dar certo é quase zero.

Além disso, o impacto ambiental que a escavação poderia resultar é outro custo elevado que a prefeitura não quer pagar. E como não há garantias que o disco rígido vai funcionar para que os 25% dos mais de 7.000 Bitcoins sejam pagos, não há motivos para atender o pedido de James.

 

 

 

Perder Bitcoin é o novo normal?

 

Dia desses foi um cara que perdeu a senha de sua carteira digital, e estava chorando porque pode perder uma bela grana. Agora, o cidadão que perdeu o disco rígido por acidente.

Agora é normal ver gente perdendo fortunas por bobeira? É isso?

Esse é o novo normal?

 

 

Via The Telegraph


Compartilhe