Para mim, já deu!

O TIM Beta foi o meu plano principal de telefonia móvel por mais de dois anos (desde 2016). Essa linha eu consegui quando estive em Santos por um curto tempo da minha vida, e me serviu muito bem.

O plano me serviu muito bem. Muitas chamadas telefônicas, SMSs ilimitados (se bem que… quem usa SMS hoje?) e um generoso pacote de dados para navegação de internet. Tudo o que um geek conectado pediu para Jobs.

Porém, do que vale ter um TIM Beta LAB (2000 minutos de chamadas, 20 GB de dados, SMSs limitados), se você está completamente preso ao plano em vários aspectos?

Para começar, a minha linha é DDD 13. Eu moro hoje em Florianópolis (SC), ou seja, um DDD 48. E eu não posso sequer pedir a migração ou portabilidade para a minha região. No TIM Beta, você escolhe um número e fica com ele até o fim dos tempos. Não pode mudar.

Por conta do problema descrito no parágrafo anterior, eu pago R$ 0,50 por ligação recebida em roaming nacional. No meu caso, que uso a minha linha para fins profissionais e pessoais, eu recebo várias ligações todos os dias e o tempo todo. E o resultado disso é o consumo de créditos de forma rápida e constante.

Mas o mais sério de tudo isso é que, nesse último final de semana (quando viajei para São Paulo), eu passei a viagem toda sem poder receber qualquer tipo de ligação, pois a TIM decidiu fazer valer a regra do roaming nacional para o TIM Beta Lab.

O mais estranho de tudo isso é que, ao longo de mais de dois anos, a TIM nunca realizou tal tipo de cobrança. Em vários meses eu fiquei sem créditos para serem cobrados ‘acidentalmente’, e nunca tive a linha bloqueada por isso.

Detalhe: de acordo com o painel de controle do meu plano TIM Beta Lab, eu tenho o ‘roaming nacional’ na linha. Porém, a TIM não deixa claro se é para chamadas recebidas ou efetuadas. Quase de propósito.

 

 

Detalhe #2: ao consultar os termos de serviço do TIM Beta Lab, disponível no próprio site da TIM, não há qualquer menção clara para cobrança de chamadas recebidas em roaming nacional. As duas vezes que a palavra ‘roaming’ aparece nas 15 páginas dos termos de serviço do plano estão relacionadas ao roaming internacional.

Sem falar que a TIM adotou uma tática que considero nefasta: ativar ao seu bel prazer promoções e serviços adicionais na minha linha sem a minha permissão ou autorização prévia. Do nada. Na base do ‘sim ou sim’.

Tudo isso faz parte da tática da TIM em migrar o máximo possível de clientes dos planos pré-pago para os planos pós e Controle da operadora. E o problema nem está no TIM Beta em si. O plano é excelente. O problema está é na própria TIM.

Então, o que eu vou fazer?

Primeiro, algo que eu queria fazer a algum tempo: separar as linhas pessoal e profissional. Duas linhas para ter a minha paz pessoal, e para não ficar incomunicável. Operadoras diferentes, para ter a flexibilidade que eu preciso nas minhas comunicações.

Depois, dois planos pré.

A Claro (linha profissional) conta com um plano pré com chamadas ilimitadas para Claro e NET Fone, 500 minutos para outras operadoras, WhatsApp ilimitado (sem chamadas) e 3 GB de internet por R$ 14,99/mês. É mais que suficiente para o meu trabalho.

Até posso ficar com a TIM (linha pessoal), pois está funcionando melhor aqui em Florianópolis. Ele tem um plano com chamadas ilimitadas para todo o Brasil, WhatsApp/Facebook Messenger ilimitados (para texto e voz) e até 2 GB de internet por semana por R$ 40/mês (R$ 10 por semana).

E, como é um número com DDD 48, não vão me cobrar mais o roaming nacional na maior parte do ano, e quando eu viajar, basta instruir os meus contatos pessoais a utilizarem o WhatsApp, o Messenger ou o Google Duo da vida. Simples assim.

Ou seja, minha vida conectada volta a ficar resolvida, e sem os inconvenientes gerados pela TIM nos últimos meses.

Eu vou sentir falta do TIM Beta Lab. De verdade. É o plano perfeito para o geek conectado. Porém, muito raramente utilizo mais de 2 GB por semana de internet, e ter até 8 GB por mês por R$ 40 ainda é melhor do que qualquer plano controle disponível no mercado. Sem falar que eu posso contratar planos de internet adicionais e avulsos na hora que eu quiser.

Por isso… sem muitas dores no coração…

Adeus, TIM Beta. Foi bom enquanto durou.

Mas a TIM ferrou com tudo.