0910_heysiri-2

Pau que dá em Chico…

A Apple concordou em resolver um dos processos que formam a sua longa lista de litígios pela módica quantia de US$ 24.9 milhões (valor do frappucchino do Tim Cook na Starbucks). O processo é de 2012, quando a empresa Dynamic Advances alegou que o Siri infringe uma patente pertencente ao Instituto Politécnico de Rensselaer, uma universidade privada de pesquisa em Troy, Nova Iorque.

A solicitação da patente de Rensselaer foi aprovada em 2007, muitos anos antes do lançamento do Siri, e a Dynamic Advances tem os direitos exclusivos dessa patente. O processo deveria ir a julgamento em maio, mas os termos do acordo obrigam que o demandante abandone o caso em definitivo.

Em troca dos US$ 24.9 milhões, a Apple terá a permissão para seguir instalando o Siri nos seus dispositivos, alémd e ter a tranquilidade de que não vai ser processado pela mesma patente nos próximos três anos. A Dynamic Advances recebeu US$ 5 milhões em um primeiro pagamento para cancelar o processo, e receber o restante mais adiante. É esperado que a metade do valor que falta vá para o Instituto Rensselaer, e os advogados e outras entidades envolvidas no caso recebam a outra metade.

Via The VergeAlbany Business Review