Início » Gadgets » Apple inova em arrancar o seu dinheiro

Apple inova em arrancar o seu dinheiro

Compartilhe

Não deveria falar sobre isso, pois não sou um usuário Apple nesse momento. Mas no passado, eu fui um feliz proprietário do iPhone (iPhone 3, iPhone 4 e iPhone 5), do iPad e do iPod. Desisti da marca porque a grana estava curta e os produtos cada vez mais caros.

Logo, posso falar só um pouco sobre uma questão importante: a Apple só oferece complementos caros para os seus produtos, ou entrega produtos inovadores que, naturalmente, cobram a mais para essa inovação.

Antes de responder a essa pergunta, temos que lançar outra pergunta…

 

 

 

O que é inovação para a Apple?

 

 

Por um lado, a Apple desenvolve novos processadores muito potentes, o que agregam valor aos seus produtos. Talvez é o principal ponto de evolução dos iPhones e, em um futuro muito próximo, nos computadores Mac. Além disso, a parte fotográfica também recebe novos recursos, como é o caso do LiDAR, que não chega a ser uma inovação absoluta, mas melhora de forma sensível a parte fotográfica dos dispositivos.

Por outro lado, não dá para chamar o MagSafe de inovação. Ele é uma variante de um conceito que já estava presente na própria Apple em outros dispositivos, e recarga de bateria por contato magnético é algo que já existe faz tempo. O máximo que a gigante de Cupertino fez foi entregar essa tecnologia do seu jeito, mas isso não é necessariamente inovar.

Além disso, o carregador MagSafe é uma “máquina de ganhar dinheiro”, pois ele tem como forte argumento ser o único que recarrega o novo iPhone a 15W, enquanto que os demais carregadores (que você tem em casa) ficam muito abaixo disso.

Sem falar que você terá que pagar DUAS VEZES para ter essa inovação em casa, pois o MagSafe só entrega os 15W se você comprar um carregador de tomada convencional da própria Apple ou compatível com esse acessório de recarga magnética.

Precisa mesmo disso, dona Apple?

 

 

 

A inovação aqui é na forma de arrancar o seu dinheiro

 

 

Com essa história de tirar o carregador do kit de venda e lançar uma gama nova de acessórios para recarregar o seu novo (e muito caro) iPhone 12, a Apple inovou nas formas de arrancar o seu dinheiro. É óbvio que “paga quem quer” (na verdade, o correto é “paga quem pode”). Mas continuo achando que aqueles que pagam esses preços elevados sem questionar deixam de usar vários neurônios no cérebro. Para dizer o mínimo (pois quero ser educado com as pessoas).


Compartilhe