Compartilhe

O Windows 10 está mudando a sua cara, com um novo Explorador de Arquivos com Fluent Design, novos ícones, um novo menu iniciar que reformula as Live Tiles e outras propostas de design para deixar o sistema operacional mais atraente para os seus usuários.

Porém, muitos designers decidiram apresentar nos últimos anos as suas próprias propostas para um novo design do Windows 10, onde alguns foram além, dando ideias para a Microsoft desenvolver o Windows 11 ou, quem sabe, o Windows 20.

Nesse post, apresento algumas dessas propostas.

 

 

 

Reimaginando a experiência Windows

 

 

Genrole Caspe, programador filipino e designer de interfaces, publicou a sua proposta de reformulação do Windows 10, que tem área de trabalho, barra de tarefas, menu Iniciar, notificações, Windows Explorer, widgets e até o Cortana remodelados. Todos os elementos gráficos receberam um botox para uma proposta mais modular, onde as bordas arredondadas dominam.

O menu Iniciar dá adeus para as Live Tiles, que foram transformadas em cartões inteligentes dinâmicos, que se ampliam para receber widgets.

 

 

 

Um Windows mais Fluent

 

 

Ruediger Kinast, designer de produto do Outlook e do Office 365, mostrou todos os conceitos de design que a Microsoft trabalhou para dar um toque mais Fluent Design a aplicativos como E-mail e Calendário, e que pretendiam aproximar de alguma forma o Windows do “Microsoft Fluent Design System”, onde a Microsoft apresenta uma reformulação radical que nunca chegou a acontecer.

 

via GIPHY

 

Pouco depois disso, o designer independente Michael West publicou a sua visão do Windows que avançam nessa proposta Fluent Design, que se chama Fluid Desktop. A proposta conta com ideias como barra de tarefas flutuante, abas inteligentes que podem agrupar diferentes aplicativos e até uma reformulação da bandeja do sistema.

 

 

 

“Windows 20”

 

 

O designer turco Kamer Kaan Advan publicou um vídeo com a sua proposta do Windows 20 (em dezembro de 2018 ele já havia lançado o Windows 11), que incorpora novos sets de ícones do Windows, além de uma série de propostas inovadoras.

Primeiro, um Windows Explorer com interface limpa e com múltiplas abas, um menu Iniciar onde as Live Tiles mostram suas opções ao passar o ponteiro do mouse por cima deles, um buscador/launcher de documentos e aplicativos e fundos de tela dinâmicos que mudam a iluminação ao longo do dia.

Mas a proposta que mais chamou a atenção de muitos internautas foi a sua Barra de Tarefas com ícones que podem ser alinhados à direita, à esquerda ou no centro. É uma modificação que não é tão revolucionária, mas ao menos oferece características bem úteis e uma aparência muito mais consistente. Seria legal se um dia a Microsoft aproveitasse parte dessas ideias para um hipotético Windows 20 que (muito provavelmente) não deve aparecer.

 

 

 

10X no 10

 

 

O Windows 10X é uma nova versão do Windows 10 adaptada para dispositivos portáteis e dobráveis (com duas telas), no estilo Surface que está em fase final de desenvolvimento, mas que já foi apresentado pela Microsoft para mostrar a sua estética.

Pois bem, o especialista em experiência de usuário Windows chamado vGLAD decidiu apresentar no Twitter um teste de conceito mostrando como seria o Windows 10 se ele assumisse a aparência do Windows 10X. E a aparência é essa que você vê na imagem acima.


Compartilhe