Dá pra ganhar US$ 18 mil por mês no Spotify com ruído branco | @oEduardoMoreira Press "Enter" to skip to content
Início » Tecnologia » Dá pra ganhar US$ 18 mil por mês no Spotify com ruído branco

Dá pra ganhar US$ 18 mil por mês no Spotify com ruído branco

Compartilhe

No Spotify, funciona assim: você abre o aplicativo e reproduz a música do seu artista ou podcaster preferido, que recebe uma quantia de dinheiro por essa reprodução. Porém, alguns criadores de conteúdo estão ganhando dinheiro com ruído branco no lugar de algum áudio com conteúdo.

O ruído branco é um sinal aleatório que não conta com correlação estatística. Ele contém todas as frequências de áudio, onde todas mostram a mesma potência. É o mesmo que acontece com a luz branca.

Na prática, o ruído branco pode ser usado para tarefas específicas, como desorientar pessoas em interrogatórios, fazer uma marcação de tempo em uma data e horário específico ou como técnica de privação sensorial.

E agora, é utilizado como elemento de monetização do Spotify.

Vai entender a humanidade…

 

 

 

Pode render até US$ 18 mil por mês no Spotify

A característica mais importante do ruído branco é relaxar. Quando emitido em baixa intensidade, pode induzir o usuário ao sono, já que os estímulos auditivos mais intensos não podem ativar facilmente o córtex cerebral enquanto estamos dormindo.

E é por isso que algumas pessoas conseguem dormir muito bem com a TV ligada em um volume moderado.

Novos conteúdos com ruído branco não param de aparecer no Spotify, principalmente entre os produtores independentes e anônimos, que normalmente não tem nada a perder e precisam trabalhar com produtos originais e livres de direitos autorais. Mas tal e como acontece com qualquer tendência emergente, não será surpresa que a galera que apostou alto no ASMR acabe investindo também nessa proposta, para nosso desespero.

E o principal motivo para investir no ruído branco no Spotify é o mesmo que me motiva a acordar todas as manhãs para escrever posts na internet: o dinheiro.

Todd Moore deixou o seu emprego de especialista em cibersegurança para se dedicar no desenvolvimento do seu app, o White Noise. Em 2019, ele lançou no Spotify um podcast dedicado às transmissões de ruído branco, que hoje tem uma média de 50 mil reproduções por dia.

Hoje, Moore oferece emprego para mais cinco funcionários e seu podcast possui um modo de assinatura para aqueles que querem ouvir o programa sem publicidade. Sua receita mensal é de nada menos que US$ 19.375. Nada mal para apresentar um conteúdo relaxante.

Já Brandon Reed cria ruídos brancos com o Anchor, um app de produção de podcasts que recentemente foi adquirido pelo Spotify. Ele começou com essa proposta para que o seu filho pequeno conseguisse dormir melhor, mas obteve um sucesso inesperado quando publicou a sua criação ao mundo. A plataforma de Reed conta hoje com 100 mil reproduções diárias.

 

 

 

Tendência global

É perfeitamente compreensível que as pessoas estejam procurando novas maneiras de relaxar. Hoje, vivemos em um mundo apressado e estressado, e soluções como ASMR e ruído branco existem como fruto de um mundo problemático.

Então, no lugar de ficar criticando as pessoas que estão ganhando dinheiro com isso, é melhor observar esses movimentos e refletir sobre eles. Se tudo estivesse tão bem em nossas vidas, propostas como essas não fariam tanto sucesso.

Quem sabe não está na hora de repensarmos nossos modelos e propostas de vida, onde cada um de nós deve aos poucos começar a procurar maneiras mais plenas de viver o tempo presente.


Compartilhe
@oEduardoMoreira