Compartilhe

História de um Casamento é um filme espetacular pela sua história sensível e profunda, mas vai além: faz um enorme favor para aqueles que, assim como eu, já passaram pelo dissabor de viver o doloroso processo do fim de um relacionamento de longa data, entregando para o grande público a perspectiva desse processo.

Pelo menos agora as pessoas que passaram por esse processo (que, por muitas vezes é traumático) não apenas sabem que estão sozinhas, mas que milhões de pessoas que nunca passaram por isso agora podem dizer “eu tenho uma ideia do que você passou”.

É difícil escrever sobre esse filme sem me conectar com a minha experiência pessoal do divórcio, de modo que é impossível não entregar uma perspectiva muito pessoal sobre tudo o que o filme apresentou. Por isso, eu vou tentar ser o mais breve e objetivo possível.

Esse é um filme que pode machucar você por dentro, ao mesmo tempo que acalenta mostrando claramente que pessoas com pensamentos, objetivos e até sentimentos opostos ainda podem nutrir o sentimento maior de amor por aquela pessoa que está saindo da nossa vida, mesmo contra a nossa vontade.

Custa para quem está no meio do olho do furacão emocional que é o processo de divórcio perceber que, ao longo de todo um casamento, falta o diálogo, a transparência para apresentar perspectivas e sonhos, a cumplicidade para compreender as fraquezas e limitações do outro… Faltam coisas que são fundamentais para a manutenção de uma relação.

E, por incrível que pareça, o amor talvez não está faltando. Mas no desespero em não perder o amor próprio, vem o egoísmo, a traição e a decepção. As mágoas acumuladas ao longo de anos de um relacionamento que não construiu bases sólidas resulta em um triste desfecho onde a tentativa em manter o respeito e a boa educação pode se transformar na explosão de agressões mútuas e ofensas verborrágicas.

Não podemos julgar casais que gritam um com o outro. Quando chega nesse ponto, eles não se ouvem mais, e os gritos materializam o desespero em querer ser ouvido e compreendido pelo outro.

Considerando todos os aspectos apresentados acima. História de um Casamento é um filme simplesmente impecável. A forma em como os dramas são apresentados é absurdamente imersiva, e é impossível você não se envolver com a história central, seus personagens e suas diferentes visões dentro do mesmo tema central.

É um filme que deixa duras, mas importantes lições. Mostra de forma inteligente e quase visceral que é fundamental para qualquer casal procurar o diálogo e o entendimento, mas não no final da relação, que é quando tudo está perdido. Dialogar e discutir a relação enquanto ela ainda existe. Pelo entendimento. Pelo crescimento dos envolvidos. Mas para que os dois lembrem sempre tudo o que os dois fizeram para construir e consolidar essa relação.

E, quem sabe, assim prosperar.

Recomendo História de um Casamento para quem vive hoje um relacionamento afetivo sólido, para casais em crise, para casais que estão prestes a pedir o divórcio e para quem encerrou um relacionamento. É para todos. É para qualquer pessoa que tem alma e coração para assimilar e compreender a profundidade dessa história e, dessa forma, assimilar para a vida essa experiência.

É uma das histórias mais impactantes que você vai ver. Impactante e sensível. É filme para quem tem a coragem de reconhecer que chorar diante da dor do próximo não é um sinal de fraqueza, mas de uma enorme força interior.

Chorar diante desse filme é um sinal que o seu coração no mínimo está disposto a falar e ouvir.

 


Compartilhe