Como vocês gostaram das histórias mais casuais envolvendo o mundo que me cerca e relacionado com o universo de tecnologia, eu vou continuar. Vou oferecer mais do que vocês querem (mas sem abusos, porque não sou desses que dá na primeira noite).

Eu passei dez anos da minha vida escrevendo sobre tecnologia. Contando essa história sob a ótica do mercado, abordando os lançamentos, as inovações, os reviews, polêmicas, crises e vazamentos. Ainda bem que eu não escrevi sobre o Bug do Milênio, pois eu ia passar vergonha (confesso que me preocupei na época, e me senti um perfeito otário quando constatei que nada de grave aconteceu).

Eu vou continuar a escrever profissionalmente sobre as novidades do mundo tech. É a minha vida. É o que eu escolhi para mim. E é o que paga a minha sagrada pizza de todo final de semana. Sim, amigos. Para mim, o sinônimo de sucesso não é ter um iPhone XS Max de 256 GB ou um Xbox One X. É comer a pizza fria no domingo de manhã.

Estou feliz onde estou e em como cheguei até aqui. E saber que continuo avançando, produzindo e oferecendo para qualquer pessoa um conteúdo relevante é gratificante demais. É bom demais passar horas diante do computador produzindo o material que pode ser consumido em qualquer lugar do planeta.

É incrível ter a certeza que estou oferecendo um conteúdo que pode contribuir de forma efetiva o universo de tecnologia de outras pessoas.

Porém… diante de tantas mudanças na minha vida, vou promover mais uma.

Esse blog muda. De novo.

Eu percebi que vocês gostaram de saber que o meu pai odeia o Samsung Galaxy J7 Pro. Mas não vou escrever textos para alimentar o ódio de vocês. Eu vou escrever histórias. Envolvendo (ou não) o mundo da tecnologia.

Podem ser histórias reais, baseadas em fatos reais, totalmente fictícias ou mentiras deslavadas. Isso não importa. Vocês jamais vão descobrir o que a minha mente doentia, perturbada e semi-lesada de tanto chocolate que comi ao longo de 39 anos pode produzir.

E essa é a melhor parte de tudo isso: você sempre vai ler uma história nova que, de alguma forma, está relacionada ao mundo da tecnologia, mas não saberão qual é a veracidade dos fatos. E eu vou me divertir, brincando de Shonda Rhimes ou Ryan Murphy, dissertando sobre os temas que eu gosto, de uma forma completamente diferente do que eu fiz ao longo dos últimos dez anos.

Eu sou um defensor da teoria que “a realidade é muito melhor que a ficção”. Mas dessa vez, vou deixar a minha mente produzir causos, contos, narrativas e cenários alternativos, que podem se conectar muito mais com a realidade dos fãs de tecnologia do que simplesmente escrevendo sobre esses lançamentos.

Quem sabe essa nova fase do blog vira o tal livro que muitos já me disseram que eu deveria escrever? Quem sabe esse projeto mostra para outras pessoas que o mundo da tecnologia é menos complicado do que parece? Quem sabe eu ajudo a mais pessoas a se abrirem para um mundo tech que é descomplicado para mim, mas complexo para muita gente.

Então… que comecem as histórias. Porque de tutoriais o mundo está cheio.

Boa leitura para todos nós. Ou esse blog afunda de vez, e eu vou vender o meu corpinho para as vovós de Florianópolis.

Não me perguntem por que eu escolhi as vovós. Essa é outra história, que muito provavelmente não vou escrever nesse blog.

Nem adianta pedir. É perda de tempo.