Compartilhe

Agora falta bem pouco para a estreia de Vingadores: Ultimato. Talvez quando você estiver lendo esse post, você já assistiu ao filme. Mas eu imagino que a maioria não vai conseguir assistir na pré-estreia de hoje a noite. Eu mesmo gostaria de estar lá, mas o mundo real e o trabalho que paga as minhas contas me impediram de estar no cinema nesse momento.

Não tem problema. Eu vou ver Vingadores: Ultimato amanhã à tarde, e vou deixar a minha resenha amanhã a noite aqui no blog. Mas… como estamos juntos nessa espera, eu vou fazer um pedido. Bem simples e objetivo…

Nem chega perto da cópia pirata de Vingadores: Ultimato que está disseminando nesse momento na internet.

O filme estreou antes na China (justamente para combater a pirataria local), e alguém já gravou o filme por completo, distribuindo na rede torrent local. E, como você já pode imaginar, esse filme já está correndo solto internet afora.

Como um fã de cinema e um fã desse Universo Cinematográfico da Marvel que eu mal sabia o que era em 2008, eu peço encarecidamente: não aceite ver o capítulo final da chamada Saga do Infinito com uma qualidade lixo, apenas e tão somente porque pode vir de graça para você.

Eu sei… eu gostaria de estar no cinema hoje, a grana está curta e você tem que acordar cedo amanhã para trabalhar ou estudar. Talvez o torrent poderia ser a sua saída, mas nesse caso, não é. Foram mais de 20 filmes, e um trabalho de mais de 10 anos para que a Marvel entregasse para você um final digno e emocional para essa saga.

Eu não consigo aceitar a possibilidade assistir esse filme com uma qualidade que destrói parte da experiência que vai muito além de ver imagens projetadas em uma tela.

Vingadores: Ultimato tem tudo para ser um dos melhores filmes de todos os tempos. É um momento sem precedentes na história do cinema. Ver esse filme em baixa qualidade é assinar atestado de babaca, e sabotar a você mesmo.

Faça direito dessa vez. Não dê uma de esperto. É melhor dar uma de inteligente. O bom senso agradece.


Compartilhe