Compartilhe

Ontem, 4 de janeiro de 2020, eu disse “hasta breve” para Mirta Cucchetti. Em espanhol, porque ela é argentina.

A tarde de ontem foi de conversas animadas, muitas risadas, algumas reflexões e boas memórias. O café, os biscoitos de coração e todas as coisas gostosas na mesa foram complementos de uma experiência que levou tempo demais para acontecer. Convites não faltaram. O que faltou para mim foi tempo.

Mais uma vez, a vida me deixando lições que insisto em não aprender.

Foi a Lourdes Pessini (sempre ela) que me apresentou à Mirta. Usou como desculpa o idioma: eu falo em espanhol, e ela também. E assim, começamos a conversar. E é conversando que a gente se entende nesse mundo.

E não é difícil gostar da Mirta. Sempre sorrindo, com um olhar expressivo, e um coração enorme. Sempre teve uma palavra gentil e carinhosa. Sempre teve um abraço apertado. Cantar ao lado de pessoas como ela é um presente. Uma dádiva.

Esse café era para ter acontecido bem antes. Muito antes.

Se eu soubesse que era tão perto e acessível, teria ido antes. Se eu tivesse liberado mais tempo da minha vida para me fazer presente em momentos pontuais de pessoas especiais, o que faria um bem danado à minha memória afetiva.

Se é que eu posso dizer que me arrependo de alguma coisa, esse arrependimento é justamente por não ter visitado a Mirta antes.

O café de ontem me lembrou mais uma vez sobre a importância do tempo em nossas vidas, e em como é importante saber gerenciar o tempo para aproveitar o bom da vida, antes que a vida passe por nós. Insisto em correr atrás do tempo como se fosse uma forma de compensar o que eu não vivi.

Eu ainda preciso aprender a usar o tempo a meu favor.

Mirta… obrigado pelo carinho e amizade. Obrigado por cantar ao meu lado, por me dar o privilégio em conviver com alguém com um coração tão especial, mesmo que em encontros eventuais. Obrigado por me oferecer uma perspectiva diferenciada de sua existência, e por aprender coisas valiosas com você.

Por isso… hasta breve.

Com certeza nossos caminhos vão se cruzar. E até esse dia chegar, eu desejo muita luz no seu caminho. Sua missão é nobre. Tenha muito orgulho do que faz e de quem você é. Suas ações definem você como uma das pessoas mais humanas que eu conheci em Santa Catarina.

Sucesso na nova jornada. E Porto Alegre é logo ali!


Compartilhe