Ir ao conteúdo

Missão: Impossível 3 (2006) | Cinema em Review

Compartilhe

Tom Cruise aprendeu rapidamente a lição.

Missão: Impossível 3 sofreu dos efeitos colaterais dos problemas apresentados no filme anterior. Teve uma bilheteria consideravelmente menor, o que é injusto para a qualidade do filme apresentado. Ainda tem problemas, com algumas soluções bem absurdas (é realmente bem difícil de acreditar que uma mulher comum saia atirando), mas é um filme muito melhor concebido.

E muito desse sucesso é de responsabilidade do seu diretor, J.J. Abrams.

Temos aqui um filme de ação com trama mais redonda e melhor elaborada. Mesmo usando a solução da máscara transformadora mais uma vez e, pelo menos uma vez (tá, eu sei, eu entendi que é uma marca registrada da franquia, mas entendo que tal recurso já se esgotou), a narrativa é mais completa, oferecendo plot twists mais críveis e coerentes. Em pelo menos uma das linhas narrativas temos uma mudança de argumento bem interessante, ajudando na sequência de acontecimentos da trama principal.

A trama ir para um aspecto pessoal, afetando diretamente a vida normal de Ethan Hunt não é um problema dessa vez. É claro que a gente fica se perguntando “onde foi parar a ladra que terminou o segundo filme como namorada dele?”, mas temos que nos lembrar que relacionamentos acabam até no mundo da ficção, e ela pode ter simplesmente tomado rumo ignorado.

Ué, Jane Foster fez isso com o Thor, e poucas pessoas se perguntaram sobre (até porque ela não fazia falta mesmo).

Também vale um destaque para o ótimo vilão interpretado por Philip Seymour Hoffman. Visceralidade e desejo de ver Ethan Hunt morto, ele mostrou de sobra. Uma excelente escolha, um gol de placa nesse caso. Ah, sim, e o Simon Pegg, que com sua carisma e bom humor, consolidou a sua presença na franquia. E… não… não vou falar do Greg Grumberg (de Heroes). Já peguei demais no pé desse cara, e muitos de vocês que escutavam o SpinOff Podcast sabem disso. Assim como muitos de vocês sabem que ele está em vários projetos onde o nome de J.J. Abrams está envolvido.

Missão: Impossível 3 tem ótimas cenas de ação, que é o que o povo realmente quer ver. Muito bem pensadas e bem dirigidas, com takes longos em alguns momentos, com uma fotografia que aproveita bem os cenários onde a ação acontece. As cenas de luta apresentam evolução, e em linhas gerais o filme não aposta tanto no espetaculoso e absurdo. Se apoia mais em uma trama com conflitos mais interessantes.

Missão: Impossível 3 mostra claramente que Tom Cruise reviu conceitos sobre como lidar com essa franquia. Daqui para frente, ele iria consolidar a sua forma de ver o gênero de filmes de ação, e construir basicamente um império. Hoje, é uma das franquias cinematográficas mais lucrativas, e esse filme tem muito a ver com esse sucesso.

 

 


Compartilhe
Publicado emResenhas e Reviews