A Apple descontinuou o iPod Nano e iPod Shuffle, que seguem o mesmo caminho do iPod Classic, e deixando o iPod Touch como única opção de MP3 player da empresa.

A empresa confirma que a decisão não tem volta, e visa a simplificação dessa linha de produto. Por outro lado, o iPod Touch agora está disponível nas versões com 64 GB e 128 GB de armazenamento, com o mesmo preço das versões anteriores.

Não é de hoje que o iPod registra quedas de vendas, e o iPod Touch ainda se mantém por basicamente ser um iPhone sem a função de telefonia, recebendo a grande maioria dos apps e jogos do iOS.

O iPod Nano não recebe atualizações há cinco anos, um sinal claro de sua irrelevância no mercado. Com os smartphones no seu auge e serviços de streaming em clara evidência, este é o fim de mais uma era.

O iPod revolucionou a indústria da música, ficando no topo das vendas por anos. Steve Jobs iniciou a sua segunda fase na Apple entendendo que a empresa não podia ficar de fora da indústria da música.

Para começar, comprou o aplicativo de gerenciamento musical SoundJam, que acabaria se transformando no iTunes. Depois, ao ver que o mercado não contava com um MP3 player dominante, e que o Naspter ditava as regras com o P2P, Jobs apostou no projeto do iPod.

O dispositivo foi um sucesso de vendas, e é o símbolo da maior revolução da história da música. A Apple lançou vários modelos do iPod Classic e, posteriormente, suas variantes Mini, Nano, Shuffle e Touch. E todos foram um sucesso de vendas.

Falando um pouco mais dos modelos aposentados nessa semana.

 

 

O iPod Shuffle foi lançado em 2005, e teve quatro gerações com design diferentes. A ideia do Shuffle era ser um MP3 player que sincronizava com o iTunes, permitindo a reprodução aleatória de pouco mais de 240 músicas, ou 1 GB de dados.

O modelo da segunda geração do Shuffle foi repetido duas vezes, mas em todas as versões sempre tivemos um player ultraportátil e versátil.

O Shuffle não foi mais atualizado desde 2010, e sua morte já era dada como certa há tempos. Porém, sobreviveu no mercado por muitos anos.

 

 

O iPod Nano foi lançado meses depois do iPod Shuffle, e era uma versão compacta do iPod Classic. Contou com sete gerações com configurações e design diferentes, até adotar a tela touch, câmera e microfone na versão mais recente.
O modelo recebeu sua última atualização em 2012.

Nada é para sempre. Hoje, o iPod é completamente irrelevante no mercado. Seus concorrentes oferecem players melhores e mais baratos, e o acesso à música é o mais diversificado possível.

Mas sua importância é indiscutível, principalmente pela revolução causada.

RIP iPod. :(