onibus-autonomo-grecia

O CityMobil2 é uma interessante iniciativa financiada pela União Europeia, que oferece pequenos ônibus autônomos, sem motorista, para o transporte público. O mais legal é que esses ônibus rodam na Grécia há quase seis meses, e nenhum acidente foi registrado, o que mostra que o seu primeiro teste prático foi um sucesso.

O CityMobil2 é uma criação da empresa russa Robosoft, e é um pequeno ônibus de 5 metros de comprimento por 1.5 metros de largura, podendo transportar 10 pessoas. Sua velocidade é de 50 km/h, mas nos primeiros testes ela foi limitada a um máximo de 20 km/h.

O ônibus é equipado com GPS e um sistema de mapeamento a laser, que permite obter a localização exata do veículo e determinar os seus movimentos. Além disso, sensores a laser e ultrassônicos ajudam a detectar obstáculos ao seu redor.

O projeto foi iniciado no final de 2014, com testes em áreas controladas e motoristas de respaldo, mas em novembro de 2015 eles fizeram o primeiro teste piloto em situações reais, na cidade de Trikala (Grécia). O ônibus faz viagens gratuitas em uma rota circular de 2.4 quilômetros no centro da cidade.

onibus-autonomo-grecia-02

No total, seis desses ônibus estão habilitados para esses testes, e nenhum deles contam com motorista. Todos são monitorizados remotamente, e contam com diversas paradas ao longo do percurso. O ônibus não está habilitado a mudar de estrada, e se encontra um obstáculo no caminho, ele para e espera que o mesmo seja removido.

Os comentários dos moradores da cidade são positivos, e não foram registrados acidentes, com exceção de uma pequena falha nos primeiras dias, que fez com que um dos ônibus subissem em uma calçada, mas o mesmo foi imediatamente desativado e colocado em rota sem danos consideráveis.

O próximo passo será incorporar novos ônibus, melhorar a velocidade, assim como habilitar o serviço em outras cidades da Europa, deixando pendente o tema de mudança de estrada e giros em intersecções. Mas se tudo seguir funcionando bem como é até agora, o CityMobil2 pode ser um interessante começo para o futuro do transporte público autônomo.

 

Via CityMobil2