Samsung e Western Digital dão início a colaboração extensa | @oEduardoMoreira Press "Enter" to skip to content
Início » Notícias » Samsung e Western Digital dão início a colaboração extensa

Samsung e Western Digital dão início a colaboração extensa

Compartilhe

A Samsung Electronics Co., Ltd. e a Western Digital (Nasdaq: WDC) anunciaram hoje (30) que assinaram uma declaração de intenções para fazerem uma colaboração exclusiva para padronizar e estimular a adoção ampla de tecnologias de armazenamento de próxima geração para posicionamento, processamento e malhas de dados. O foco inicial das empresas será no alinhamento dos esforços e na criação de um ecossistema vigoroso de soluções de Armazenamento em Zonas. Essas medidas permitirão que o setor se concentre em incontáveis aplicações que, no final, vão criar grande valor para os clientes.

 

Isso marca a primeira vez que a Samsung e a Western Digital trabalham juntas, como líderes em tecnologia, para criarem um amplo alinhamento e estimularem a conscientização quanto a importantes tecnologias de armazenamento. Com foco em aplicações para empresas e de nuvem, espera-se que a parceria dê origem a uma gama de colaborações para a padronização da tecnologia e o desenvolvimento de software para tecnologias D2PF como Armazenamento em Zonas. Com essa colaboração, os usuários finais podem ter a confiança de que essas tecnologias de armazenamento emergentes terão suporte de vários fornecedores de dispositivos, bem como de empresas de hardware e software verticalmente integradas.

 

“O armazenamento é a fundação essencial para o modo como as empresas consomem e usam dados. Para habilitar as necessidades de hoje e as grandes ideias do amanhã, precisamos inovar, colaborar e acompanhar o ritmo do setor, dando vida a novos padrões e arquiteturas”, afirma Rob Sodebery, EVP e GM, Unidade de Negócios de Flash da Western Digital. “Para um ecossistema de tecnologia ser bem-sucedido, as estruturas gerais e os modelos de solução gerais precisam se unir para que não sofram fragmentação, o que atrasaria a adoção e adicionaria uma complexidade desnecessária para os desenvolvedores de pilha de software”, completa.

 

Sodebery acrescentou “há anos a Western Digital vem estabelecendo a fundação para o ecossistema de Armazenamento em Zonas, contribuindo com o kernel do Linux e a comunidade do software de código aberto. Estamos animados para trazer essas contribuições a esta iniciativa conjunta com a Samsung para facilitar a adoção mais ampla do Armazenamento em Zonas para usuários e desenvolvedores de aplicativos”.

 

“Essa colaboração é uma comprovação de nosso esforço incansável para exceder as necessidades dos clientes agora e no futuro e tem um significado especial, pois a nossa expectativa é que ela crescerá ativamente até se tornar uma base maior de envolvimento para a padronização do Armazenamento em Zonas”, diz Jinman Han, EVP Corporativo, Líder de Vendas e Marketing de Memória da Samsung Electronics. “Os nossos esforços colaborativos vão abranger os ecossistemas de hardware e software para garantir que o máximo possível de consumidores possa colher os benefícios dessa tecnologia incrivelmente importante”, explica.

As duas empresas já deram início a uma iniciativa voltada a dispositivos com Armazenamento em Zonas, incluindo SSDs com Espaços de Nomes em Zonas (Zoned Namespaces, ZNS) e HDDs com Gravação Magnética Sobreposta (Shingled Magnetic Recording, SMR). Por meio de organizações como a Associação do Setor de Redes de Armazenamento (Storage Networking Industry Association, SNIA) e a Linux Foundation, a Samsung e a Western Digital definirão modelos e estruturas de alto nível para a próxima geração de tecnologias de Armazenamento em Zonas. Com o compromisso de habilitar as arquiteturas de data center abertas e expansíveis, as empresas fundaram o Grupo de Trabalho Técnico (Technical Work Group, TWG) do Armazenamento em Zonas, que foi aprovado pela SNIA em dezembro de 2021. O grupo já está definindo e especificando casos de uso comuns para dispositivos de Armazenamento em Zonas, bem como modelos de arquitetura e programação de host/dispositivo.

 

Além disso, espera-se que essa colaboração sirva como um ponto de partida para expandir as interfaces de dispositivos baseados em zonas (por exemplo, ZNS, SMR), bem como a futura geração de dispositivos de armazenamento de alta capacidade com tecnologias avançadas de posicionamento e processamento de dados. Em um estágio posterior, essas iniciativas serão expandidas de modo a incluírem outras tecnologias D2PF emergentes, como armazenamento computacional e malhas de armazenamento, incluindo NVMe™ over Fabrics (NVMe-oF).


Compartilhe
@oEduardoMoreira