accidente-china

Um acidente de trânsito é sempre um acidente de trânsito, não importa o tipo de veículo envolvido ou o seu tamanho. Bom, pelo menos é o que deixa claro a nossa protagonista, que ou está desesperada para fraudar o seu seguro médico, ou simplesmente perdeu a noção do que é um acidente.

Uma senhora chinesa foi “atropelada” (sério, como isso é possível???) por um Mercedes SLK de brinquedo, conduzido por uma criança de aproximadamente quatro anos de idade. Aqui, percebam os abismos e discrepâncias do caso em si, antes de fazer qualquer juízo de valor sobre o caso.

A mulher poderia simplesmente ter levantado do chão e seguir andando, tal como qualquer bípede racional faria em uma situação como essa. Mas… não: fica no chão, que nem uma criança birrenta, alegando ser vítima de um acidente de trânsito, esperando que as autoridades competentes apareçam para que ela possa fazer a denúncia contra a criança, que mal entende o que quer dizer o termo “autoridades competentes”.

A senhora (ou melhor, a “vítima”) não se dá por satisfeita em impedir que uma criança de quatro anos de idade siga em seu caminho. Ela usa vários argumentos para sustentar a sua teoria absurda, incluindo que a condutora do veículo circulava sem a devida permissão de condução correspondente. Era preciso mesmo?

Não sei se o caso vai aos tribunais. Não duvido que vá. Mas, se for, é um dos casos mais babacas do ano.

Vídeo a seguir.

 

Via NextShark