Tag Archives: LG G5 SE

LG G5 SE chegou para testes

by

2016-06-23 09.28.39

A assessoria de imprensa da LG do Brasil liberou para testes o LG G5 SE, novo modelo top de linha da empresa para o mercado brasileiro. O review completo será publicado em breve no TargetHD.net.

Eu estive no evento de lançamento do produto em São Paulo (SP), e quase (sério, foi por uma pessoa) ganhei uma unidade desse smartphone nesse evento. De qualquer forma, agora tenho pelo menos 15 dias de uso intenso do dispositivo, para depois fazer as minhas avaliações sobre o modelo, que chega ao Brasil com uma grande questão pendente: o quanto a sua limitação de hardware vai influenciar na experiência final do usuário.

 

Um top de linha “capado”. Mas… precisamos de mais do que isso?

2016-06-23 09.29.27

Eu entendo os mais críticos. Muitos esperavam que a LG tratasse o mercado brasileiro com uma estratégia diferenciada, por ser o maior mercado da América Latina, e por contar com algum potencial comercial para oferecer o LG G5 tal e como ele é vendido nos Estados Unidos. Porém, não foi isso o que aconteceu.

O LG G5 SE chega com um preço muito próximo ao do Galaxy S7, um dos seus concorrentes diretos (e o preço do smartphone top da Samsung já está caindo), que é consideravelmente superior nos seus aspectos técnicos, e isso pode atrapalhar a vida do novo modelo da LG. Bom, pelo menos entre aqueles que sabem olhar para a tabela de especificações técnicas.

Por outro lado, os conceitos de experiência de uso e tecnologias agregadas podem pesar na balança. O conceito de modularidade do LG G5 SE pode chamar a atenção de alguns, sem falar na câmera dupla e na própria experiência de uso que a LG já oferece nos seus smartphones top de linha a algum tempo.

Além disso, o preço desse smartphone tende a cair ao longo dos meses. É claro que essa última parte é pura especulação da minha parte, mas a tendência da maioria dos smartphones Android é, invariavelmente, a da queda de preço.

 

Primeiras impressões? As melhores possíveis!

2016-06-23 09.29.09

As primeiras impressões que tenho do LG G5 SE são muito positivas. É um modelo top de linha na sua construção, com uma construção de metal que passa a clara impressão que estamos diante de um smartphone top de linha. A tela do dispositivo com uma leve curvatura nas bordas oferece uma aparência ainda mais atraente, sem falar que a LG mais uma vez repete a ótima qualidade na exibição de cores e contraste, em uma excelente tela.

A ideia da câmera dupla tem a sua razão de ser, oferecendo mais opções para o usuário capturar imagens em diferentes situações. É uma pena que não poderei testar de forma efetiva a modularidade do LG G5 SE (uma vez que a LG não liberou nenhum dos “Friends” compatíveis com o dispositivo). Mesmo assim, será possível fazer testes de desempenho, de fotos, comunicação, navegação na internet e outras avaliações.

Outro fato que chama a atenção no dispositivo é que ele é fino, oferecendo um bom agarre, além de ser mais discreto na hora de transportá-lo no bolso, apesar do seu tamanho de tela avantajado.

O review completo do LG G5 SE será publicado em breve no TargetHD. Mais fotos a seguir.

2016-06-23 09.29.46 2016-06-23 09.29.41 2016-06-23 09.29.13 2016-06-23 09.28.55 2016-06-23 09.28.47

R$ 3.500: é o ‘número mágico’ para smartphone premium no Brasil

by

lgg5se

Ontem (1) eu estive em São Paulo (SP), a convite da LG do Brasil, para o lançamento do novo smartphone top de linha da empresa no mercado brasileiro, o LG G5 SE. Além das questões evidentes sobre os motivos que levaram o fabricante a trazerem para o nosso mercado o modelo ‘capado’ (sério, foi o que mais ouvi durante a coletiva de imprensa), outra discussão frequente entre os presentes foram os motivos que levaram ao fabricante a chegar no valor de R$ 3.499 para um produto que não é o top de linha de sua categoria.

A LG aqui está competindo com modelos como o iPhone 6s e o Samsung Galaxy S7. Tirando as diferenças técnicas entre os modelos (uma vez que a Apple otimiza o seu software ao extremo, o que dispensa o uso de uma hardware tão poderoso), são dois autênticos tops de linha, e de forma indiscutível. Porém, o LG G5 SE, não. O modelo principal, o LG G5 lançado lá fora, esse sim traz o top do top que os sul-coreanos imaginaram originalmente, oferecendo o máximo de performance. Não que o modelo SE não ofereça isso: o tempo que experimentei o dispositivo foi suficiente para me deixar ótimas impressões. Mas fica aquela impressão clara que, se era para cobrar R$ 3.499 em um smartphone, por que não trouxe logo de uma vez o modelo top de linha de verdade, com processador Snapdragon 820 e 4 GB de RAM?

Será que a diferença de preço seria tão grande assim?

Mas essa não é nem a questão. Deveria ser, mas vai ficar para o post de amanhã.

3d-press-meizu-pro-6-2016

Hoje (2), a Vi, que representa a marca Meizu no Brasil, anunciou que o Meizu Pro 6 estará disponível no mercado brasileiro em junho, com preços de R$ 3.699 para o modelo com 32 GB de armazenamento, e R$ 3.999 para o modelo com 64 GB de armazenamento. Aqui, podemos dizer que estamos mais próximos de um top de linha, já que o processador Helio X25 deca-core da MediaTek é, em teoria, mais poderoso que o Qualcomm Snapdragon 652 presente no LG G5 SE.

Mas, de novo, esse não é o ponto.

A grande questão é: R$ 3.500 virou o ‘número mágico’ para os smartphones top de linha no Brasil?

Em 2012, eu considerava essa barra limite de produto premium como algo na faixa de R$ 2.000. Com o passar dos anos, essa margem de preço foi subindo, aumentando em média R$ 500 por ano: R$ 2.500 em 2013-2014, R$ 3.000 em 2015, e R$ 3.500 em 2016. É uma progressão matemática que acompanha o momento complicado da nossa economia, além de ser naturalmente impulsionado pelo fator inovação adotado por alguns fabricantes.

Mas… vale o quanto pesa? Você tem coragem de pagar esse valor por um smartphone?

Sabe qual é a pior parte dessa equação?

É que o aumento de preços dos modelos premium/top de linha arrastou para cima o preço do chamado ‘smartphone de linha média ou intermediário’, criando assim a ‘linha média premium’, algo meio bizarro e contraditório em alguns casos. Ver o Moto G4 Plus custar R$ 1.499, a mesma coisa que um Moto X Play e um Lenovo Vibe A7010 é algo que discuti com alguns colegas blogueiros, pois mostra como a Lenovo (por exemplo) bate cabeça com esse novo conceito. A Samsung, com a série Galaxy A, até mandou bem, mas… o que fazer com as séries Galaxy J, Gran Prime…

Sem falar na Sony, que foi para as duas pontas: lança a série Xperia X e renova a série Xperia E, e deixa o meio de lado. Aliás, nem quero imaginar quanto que a Sony vai cobrar no Brasil pelos seus novos tops de linha.

Ou seja, sinal dos novos tempos. Ou a gente se conforma que a faixa de preço para produto premium é R$ 3.500, ou começamos a buscar alternativas, como por exemplo o mercado de segunda mão/desapego, ou até mesmo encarar os modelos de linha média premium, mesmo eles só sendo premium por fora, e não por dentro. Acho que passou da hora de alguns fabricantes repensarem suas estratégias, pois o mercado está no limite, e a relação custo-benefício não se sustenta mais. E esse é um dos fatores que mais contribui para o sucesso ou fracasso de um determinado produto.

Já em São Paulo, para o evento de lançamento do LG G5 SE no Brasil

by

evento-lg-g5-se

Daqui a pouco, a LG do Brasil vai anunciar oficialmente a chegada do LG G5 SE no Brasil. E eu já estou em São Paulo para cobrir presencialmente esse lançamento.

O produto já é relativamente conhecido pelo grande público, e inclusive já é testado por alguns veículos de imprensa local. Logo, nos aspectos técnicos não há qualquer tipo de surpresa. Talvez a grande curiosidade minha e de todos os fãs de tecnologia é saber como será a experiência de uso desse modelo, uma vez que suas especificações técnicas foram reduzidas para se adaptar às características de nosso mercado, com o objetivo de oferecerem um preço mais competitivo.

Apesar de compreender a decisão, ainda estranho essa opção. É claro que temos que colocar o fator de inovação nessa equação, onde o novo sistema de módulos do dispositivo conta com um valor agregado, o que tende a encarecer um pouco as coisas. Mesmo assim: será que não haveria viabilidade de mercado para trazer o LG G5 para o Brasil? Será que ele ficaria tão caro a ponto de ser impossível de ser comercializado? Será que não teria gente interessada em comprar o top do top?

Bom, essa pergunta deve ser respondida na coletiva de imprensa de hoje. Sobre os demais aspectos do LG G5 SE, podemos dizer de forma quase segura que estamos diante de um dos melhores modelos top de linha do mercado em 2016. Bom, pelo menos não podemos dizer que a LG não inovou em algumas coisas. Só o sistema de bateria modular e os acessórios que expandem as possibilidades de uso são duas sacadas diferentes daquilo que vemos hoje no mercado de smartphones.

Esses detalhes devem elevar sim o preço final do produto, mas são diferenciais que podem chamar a atenção de muitas pessoas. E sair do comum a essa altura do campeonato é meio caminho andado.

Bom, hora de me arrumar para o evento. Siga o meu twitter – @oEduardoMoreira – para ficar por dentro de tudo o que vai acontecer por lá.