Tag Archives: preço reduzido

Notebook Dell Inspiron i14-5447-A30

by

 

Dell Inspiron i14-5447-A30-01

A Dell conta com ótimos notebooks para usuários que querem um equipamento com alta performance, para atividades mais elaboradas. Um dos modelos de destaque no mercado brasileiro é o Dell Inspiron i14-5447-A30, que pode atender muito bem as necessidades de boa parte dos usuários mais exigentes.

Para começar, o notebook Dell Inspiron aposta na presença de um processador Intel Core i7 de última geração, para garantir a maior capacidade de processamento e melhor gerenciamento dos recursos técnicos. Conta também com 8 GB de RAM (mais 2 GB adicionais de memória dedicada), o que deve entregar um desempenho excelente nas diferentes atividades, além de uma maior fluidez do sistema operacional Windows.

Dell Inspiron i14-5447-A30-02

Sua tela de 14 polegadas possui resolução HD, o que é sempre bem vindo na hora de visualizar fotos e vídeos, que trabalhando em conjunto com o sistema de áudio Waves MaxxAudio, se converte em uma excelente alternativa para os momentos de entretenimento. Por fim, mas não menos importante, o usuário terá ao seu dispor um HD de 1 TB para armazenar todo e qualquer tipo de conteúdo sem maiores preocupações, além de permitir a instalação de programas e jogos com maior volume de dados.

O notebook Dell Inspiron i14-5447-A30 pode ser considerado como um investimento. É um produto para usuários avançados, ou para aqueles que fazem questão de um melhor desempenho nos seu computador portátil. É perfeito para melhorar o desempenho de profissionais de diferentes segmentos.

Dell Inspiron i14-5447-A30-06

Informações Técnicas

PRODUTONotebook Dell Inspiron i14-5447-A30 Intel Core i7 8GB 1TB + 2GB de Memória Dedicada Tela 14″ Windows 8.1 – Prateado
MarcaDell
ProcessadorIntel Core i7
Placa MãeChip set integrado ao processador
HD1TB
DrivesNão se aplica ao produto
Tamanho da tela14″
RedeRJ45 10/100 Ethernet
SomWaves MaxxAudio
WirelessSim
BluetoothSim
VídeoAMD Radeon HD R7 M265 2GB DDR3
TecladoTeclado iluminado em português
MouseIntegrado
Alimentação (tipo de bateria)3 células “inteligentes” de íons de lítio com (43,50 WHr)Tensão 11,10 VCC /Até 7 horas
Conexões2 x USB 3.0, 1 x USB 2.0; 1 porta HDMI; 1 porta RJ-45; um conector combo para microfone e para fone de ouvido; auto-falantes estéreo
VoltagemBivolt
Conteúdo da EmbalagemComputador; adaptador AC; cabo de força; manuais
Dimensões aproximadas do produto (cm) – AxLxP2,2x26x38cm
Peso líq. aproximado do produto (kg)2,2kg
Garantia do Fornecedor12 meses
ModeloI14-5447-A30
Referência do ModeloI14-5447-A30
FornecedorDell
SAC8009 703 366
PRODUTOSoftware McAfee 15meses, Win 8.1 i14-5447-A30

04-botao-clique037-180.jpg

Tablet MSI Primo 81

by

120317491_2GG

A MSI promete o ‘bom e barato’ com o seu tablet MSI Primo 81, que pode ser uma alternativa para quem precisa do básico em um dispositivo desse segmento.

O produto conta com tela de 7.85 polegadas, sistema operacional Android 4.2, processador Allwinner A31s quad-core de 1.0 GHz, 16 GB de armazenamento (expansíveis via microSD de até 32 GB), e a capacidade para reproduzir vídeos na resolução Full HD.

O modelo se destaca pelo baixo preço em relação aos seus concorrentes, e a promessa de ser uma interessante relação custo/benefício entre os tablets de entrada.

04-botao-clique037-180.jpg

Notebook Ultrafino CCE Intel Dual Core 2GB 500GB LED 14″

by

120454402_1GG

Não são poucos os usuários que desejam ter o primeiro computador, para aquelas tarefas mais básicas. Para quem não tem a necessidade de trabalhar o tempo todo com um desempenho máximo, o notebook ultrafino CCE se apresenta como uma das alternativas mais baratas.

O modelo conta com um processador Intel Dual Core, 2 GB de RAM, tela LED de 14 polegadas e 500 GB de armazenamento. Tais especificações são mais que suficientes para rodar o Windows 8.1 sem maiores problemas, além de oferecer uma performance que entrega um desempenho aceitável para a navegação de internet, acesso às redes sociais, leitura de e-mails e outras atividades que pouco exigem do seu conjunto técnico.

Para ser o primeiro computador dos menos exigentes, pode ser uma das alternativas a serem consideradas na hora da compra.

04-botao-clique037-180.jpg

Você também está esperando o saldão de final de ano para comprar seus gadgets?

by

compras-na-internet

Quem lida com o comércio e com o consumidor (no meu caso, mesmo de forma indireta, através dos programas de afiliados dos e-commerces nacionais) pode falar muito bem sobre esse tema. Passou o Natal, e já enfrentamos uma certa estagnação no consumo de produtos e serviços. E como vivemos uma crise econômica que só a Dilma não enxerga, o resultado é uma queda brutal nas vendas. De qualquer coisa.

Eu mesmo percebi isso nos meus blogs. Muito movimento de compra durante a Black Friday, se estendendo até o dia 20 de dezembro. Depois disso, ninguém comprou mais nada – e isso é até natural, pois comprar nessa data significa não receber o produto a tempo. Mas depois disso, a impressão que dá é que todo mundo vai esperar as liquidações dos últimos dias de dezembro, e principalmente, nas duas primeiras semanas de janeiro de 2015.

Não é uma escolha ruim. Para aqueles que não estavam com essa pressa toda para comprar os produtos tão desejados – ou os presentes de parentes e amigos -, economizar algumas dezenas de reais é algo sempre muito bem vindo. O que me deixa na dúvida se isso vai acontecer está no simples fato de que, ao longo de todo o ano de 2014, percebi que o consumidor brasileiro está evitando tirar o cartão de crédito do bolso, justamente por conta das condições econômicas que o Brasil enfrenta.

Além disso, o mês de janeiro de 2015 promete ser ‘o mês da peste negra’ para o brasileiro médio, por conta de vários reajustes tributários e aumentos diversos de produtos e serviços (obrigado, Dilma, pela graça alcançada). Sem falar nas contas que boa parte dos brasileiros precisam pagar em janeiro (IPTU, IPVA, materiais escolares dos filhos, etc).

E tudo isso pode pesar na decisão de muita gente antes de investir em tecnologia no começo do novo ano.

Particularmente, eu acho que a maioria vai segurar um pouco a mão na hora de sair comprando novos produtos. Eu gostaria que fosse o contrário, pois muitos dos meus ganhos como blogueiro vem das comissões do Programa de Afiliados. Mas são as regras do jogo. Eu mesmo segurei a mão nas compras desse ano, pois sei que o começo do ano que vem será complicado. Logo, não será surpresa se a maioria pensar dez vezes antes de comprar aquele smartphone novo e tão desejado.

E você? Vai esperar as liquidações das próximas semanas? Ou vai investir o seu dinheiro em outras prioridades?

Minha Black Friday | Xbox 360 com 500 GB + 6 jogos + 1 ano de Live + jogos NOVOS

by

 

xbox-360

Já que está todo mundo no clima da Black Friday, eu também estou fazendo a minha. No espírito de me desapegar (até porque quero comprar outras coisas), eu estou colocando à venda o meu Xbox 360, em um pacotão de venda que, modéstia à parte, é difícil de encontrar por aí.

O Xbox 360 que estou disponibilizando possui um controle (com kit Play and Charge), HD de 500 GB (isso mesmo; não é o de 250 GB, mas sim um de 500 GB – 409 GB disponíveis para o usuário), seis jogos (F1 2011, F1 2012, Nascar Inside Line, Madden 10, Copa do Mundo FIFA 2014 e NBA Jam) – todos em excelente estado de conservação e perfeito estado de funcionamento, e um ano de Xbox Live Gold (12 meses – cartão com o código lacrado).

A foto acima mostra os detalhes do HD instalado no console.

A foto acima mostra os detalhes do HD instalado no console.

Quanto eu quero nisso tudo? R$ 800. Pagou isso, leva tudo.

Antecipando suas perguntas:

1. Vende algum item em separado? R: não.
2. Faz desconto nesse valor? R: não.
3. Pode retirar tudo no local (se morar em Araçatuba/SP)? Sim.
4. Forma de pagamento? R: depósito em conta/dinheiro
5. Aceita SEDEX A COBRAR? R: se você pagar o frete antecipadamente, sim.

2014-11-27 10.30.40

Mas espere! Tem mais!

2014-11-26 17.58.18

Eu tenho um arsenal de jogos devidamente lacrados e sem uso para venda. A saber:

– Sega Genesis Collection, por R$ 50
– FIFA 13 + FIFA 14, por R$ 50 (2 em 1)
– Pro Evolution Soccer 2012 + Pro Evolution Soccer 2013, por R$ 50 (2 em 1)
– Battlefield 4 + filme Tropa de Elite, por R$ 50
– Gears of War: Judgement, por R$ 50
– Halo 4, por R$ 50
– DMC: Devil May Cry, por R$ 50
– Metal Gear Rising + Dishonored, por R$ 50 (2 em 1)

2014-11-26 17.59.23

Antecipando suas perguntas:

1. Vende itens combinados? R: sim.
2. Faz desconto no valor unitário? R: não.
3. Faz desconto se eu levar mais de um jogo (ou todos)? R: sim, podemos conversar, mas o preço final é meu.
4. Pode retirar tudo no local (se morar em Araçatuba/SP)? Sim.
5. Forma de pagamento? R: depósito em conta/dinheiro
6. Aceita SEDEX A COBRAR? R: para esses itens, não.

2014-11-26 18.02.40-12014-11-26 18.02.15

Interessados? Entrem em contato por e-mail (clique aqui) ou no meu Twitter (@oEduardoMoreira).

Como escolher o tablet ideal para você?

by

ipad-y-cafe

Simples: basta você fazer três perguntas para você mesmo, e descobrir qual é o tablet que você pode chamar de seu. O mercado de tablets segue em grande expansão, e com razão. É o dispositivo de tamanho perfeito para não ser muito grande ou pesado como um netbook ou laptop, e nem tão pequeno como um smartphone.  E, é claro, permite que você faça um grande tipo de tarefas de forma mias cômoda e rápida possível.

O problema é quando você precisa decidir qual comprar. Há tantas opções, que a missão de escolher um modelo parece ser impossível. Por conta disso, proponho algumas questões que você deve fazer para você mesmo descobrir qual é a melhor opção disponível no mercado para você.

ipad-acostado

Pergunta 1: quais são as suas necessidades?

O mais importante para escolher qualquer dispositivo de tecnologia é saber para quê exatamente você vai usar. No mundo dos tablets, existem muitas diferenças entre os modelos, e o mercado está cheio de opções. Logo, é imperativo que você saiba quais são as suas necessidades.

Algumas das perguntas que devem ser feitas nesse caso são:

– Vai levar o produto com você para qualquer lugar?
– Onde você vai transportar o produto? Em uma pequena bolsa ou uma grande mochila?
– Precisa de um aplicativo específico para desenho, edição de vídeos ou imagens?
– Precisa de uma câmera web para videochamadas?
– Precisa de um produto apenas para o entretenimento, apenas para o trabalho, ou para as duas coisas?
– Só vai consumir conteúdos? Ou quer que ele seja um substituto para o seu notebook?
– Você tem acesso ao WiFi em todos os lugares onde você vai?

As respostas para todas as perguntas acima vão afetar consideravelmente a sua decisão final. Por exemplo, se você quer produzir conteúdos com um tablet, é necessário o uso de um teclado físico, pela comodidade. Se o local onde o tablet será transportado é pequeno, deve optar por um tablet de 7 polegadas, pela versatilidade. Se quer levar para todos os lados e nem sempre você tem um WiFi disponível, precisa de um tablet com o 3G, para o seu produto ficar conectado à internet o tempo todo.

Todas essas perguntas são realmente importantes. Responda todas elas, e você começa a ter um caminho definido para a escolha do seu futuro tablet.

tablet-libro

Pergunta 2: qual é o seu sistema operacional preferido?

1. Android

Existem muitos aplicativos disponíveis para os tablets Android, e alguns deles podem ser adquiridos por um excelente preço, ou até mesmo de graça. Escolher um tablet Android é importante para aqueles que usam os serviços da Google de forma preferencial e frequente.

Por outro lado, a seleção de aplicativos que tiram vantagem do tamanho de tela são bem menores do que aqueles disponíveis para o iPad, mas ainda assim, é possível a criação de conteúdos. Uma boa volta pela Google Play Store pode ser uma boa forma de descobrir quais aplicativos são esses.

2. iOS 

É o líder no mercado de tablets, e recentemente, expandiu a sua família de produtos, com os novos iPad Air e iPad mini Retina. Se você já tem outros dispositivos da Apple e gosta dos aplicativos e seu funcionamento, é muito provável que você queira ficar com o mesmo ecossistema de aplicativos. Se você nunca testou um iPad na vida, também pode ser a melhor opção para você.

3. Tablets econômicos (tá, eu sei que não é um sistema operacional, mas mesmo assim…)

A Amazon já apresentou várias versões do seu tablet Kindle, que se destaca principalmente pelo baixo preço. Os modelos Kindle rodam o sistema Android, mas em uma versão muito modificada, que está completamente conectada à Amazon, e desvinculada dos serviços da Google. Os modelos Kindle Fire HD e Kindle Fire HDX servem para o entretenimento em várias esferas e, como era de se esperar, para os amantes dos livros.

4. Outras opções

Existem outras opções no mundo dos tablets, como o Surface, da Microsoft (com Windows 8 e Windows RT) e o Playbook da BlackBerry. Não são produtos tão populares, mas ainda assim são opções válidas.

O Surface é perfeito para aqueles que usam o Windows diariamente, e que já estão familiarizados com a nova cara do sistema. Também são destinados para aqueles que querem substituir o notebook, obtendo a mesma experiência de uso do desktop da sua casa ou escritório.

O BlackBerry Playbook possui suporte para os aplicativos Android, de modo que pode ser uma boa opção para quem gosta da plataforma da BlackBerry e do sistema móvel da Google.

tablet-parada

Pergunta 3: quais as características que o seu futuro tablet deve ter?

1. Tamanho da tela

Você pode encontrar tablets com tamanhos de tela entre 7 e 13 polegadas. Os menores, como o Kindle Fire e o Nexus 7 se assemelham a um smartphone, mas com uma tela maior. São cômodos para segurar nas mãos, e mais que suficiente para a leitura, jogos, consumo de conteúdo e cômodo transporte. Os tablets de 10 polegadas são de tamanho intermediário, e pensados para quem precisa de especificações melhores, porém, não recomendados para segurar com as mãos por muito tempo. A boa notícia é que temos cases e apoios que deixam o produto posicionado para o uso. Basta você decidir qual tamanho atende melhor as suas necessidades.

2. Tela

O ideal é que você compre um tablet com tela Super AMOLED, com Gorilla Glass. Porém, você pode optar com uma tela LCD, mas tenha em mente que vai precisar ter maiores cuidados. A resolução da tela também é algo que deve ser prioridade na sua escolha: pegue um tablet com, no mínimo, 1280 x 800 pixels de resolução. Maior resolução normalmente quer dizer maior preço. Mas isso é um investimento. Vale a pena pagar um pouco mais.

3. Conectividade

É vital saber se você terá o WiFi ao seu dispor o tempo todo ou não. Se a resposta é SIM, você pode comprar um tablet apenas com WiFi, sem problemas. São mais baratos (por conta disso). Por outro lado, se a resposta é NÃO, ou seja, você pretende levar o produto para todos os lados, não tem jeito: deve comprar um produto com 3G ou 4G.

4. Processador

Escolha ao menos um processador dual-core, para o seu próprio bem. Mas os tablets mais recentes vem com um chip com, ao menos, dois núcleos (quando não nos deparamos com um quad-core). Com o primeiro tipo de processador, poderá utilizar todo o tipo de aplicativos sem problemas, inclusive alguns que são mais exigentes, como o Netflix. Se você pretende jogar ou realizar tarefas mais complexas, o ideal é ir atrás de um tablet com um processador quad-core, para evitar maiores problemas.

5. Bateria

A vida útil da bateria é algo muito importante. Considere sempre que, se um tablet recém comprado não te oferece uma autonomia de uso para, pelo menos, dois dias completos, em um ano, esse uso será bem menor. Existem tablets que podem funcionar por até 18 horas consecutivas (como o ASUS Transformer, que funciona com um teclado com bateria integrada, que ajuda na vida útil do dispositivo).

6. Câmeras

A maioria dos tablets contam com uma câmera frontal para videochamadas, e outros ainda possuem uma câmera traseira, para aqueles que acreditam que tirar fotos em um tablet é uma boa ideia (eu discordo). Fato é que esse ponto é algo muito pessoal,  mas escolha um produto que conte ao menos com a câmera frontal, para utilizar o Skype com parentes e amigos.

7. Atualizações

A grande vantagem dos dispositivos da Apple é que eles recebem as atualizações do iOS de forma imediata, assim que o update é lançado. Isso não acontece com o Android, a não ser que você compre um tablet da linha Nexus (e, mesmo assim, dependendo do local do planeta que você comprou, ainda vai esperar alguns dias para receber a atualização).

8. Acessórios

Pesquise se existem bons acessórios para o tablet que mais te agrada, pois desse modo você pode até substituir o seu portátil com maior tranquilidade. Essa não é uma regra para todos, mas sim, para os casos específicos (produtores de conteúdo, principalmente).

9. Preço

Vai partir da pergunta final: quanto você pode gastar? Ou melhor, quanto você está disposto a gastar? Há opções boas na faixa de R$ 500 a R$ 800, e outras ótimas que custam entre R$ 1.000 e R$ 1.500. Só porque um tablet tem um preço baixo não quer dizer que seja de mal qualidade. Tudo depende da perspectiva de quem vai comprar.

Você ainda vai nas lojas físicas para comprar produtos de tecnologia?

by

HHP_HIGIENOPOLIS_19_APR-03

De tempos em tempos, eu recebo convites da assessoria de imprensa da Samsung para as inaugurações de suas chamadas “loja-conceito” em shoppings de São Paulo (SP). Aliás, amanhã (27), eles vão inaugurar mais uma dessas lojas, no Shopping Jardim Sul. Quem acompanha o mundo da tecnologia sabe que isso não é uma prática nova, e que outras empresas fazem a mesma coisa, cada uma do seu jeito. Mas, com o comércio eletrônico em franca expansão, e com o internauta brasileiro perdendo o medo de vez de fazer compras online, eu lanço a pergunta: você ainda visita lojas físicas para comprar produtos de tecnologia?

Falarei nesse post de minha experiência pessoal, não só pela ótica de consumidor, mas também como alguém que escreve sobre o assunto todos os dias. E, no meu caso, a resposta ainda é SIM.

Eu vejo as lojas-conceito como algo muito positivo e interessante. Primeiro, por colocar o consumidor dentro da atmosfera e filosofia da empresa que apresenta os seus produtos, em um ambiente especificamente preparado para oferecer uma experiência que tem apenas um único objetivo: vender o produto.

Segundo, porque muitas dessas lojas oferecem serviços exclusivos, como por exemplo degustação de produtos de forma irrestrita (no varejo em geral isso é algo mais complicado), com especialistas que estão lá para eliminar as suas dúvidas sobre o produto, e até mesmo uma área de assistência técnicas oficial, onde o consumidor pode deixar o produto para uma manutenção especializada.

Voltando à pergunta do post.

Eu ainda visito as lojas de varejo de minha cidade, pois em muitas ocasiões essa é a única chance que tenho para testar alguns lançamentos. Não posso estar em todos os eventos de lançamentos de tecnologia, e não sou convidado por todas as assessorias. E para não deixar de passar minhas impressões pessoais sobre um produto que as pessoas estão buscando por informações na web de forma mais intensa, eu tomo essa iniciativa de visitar algumas lojas para testar esses produtos.

E, quer saber? Recomendo que você faça o mesmo.

Eu sei que ser um early adopter envolve certos riscos. Querer ser um dos primeiros a ter nas mãos um determinado produto significa, na maioria dos casos, “dar a cara para bater” para os problemas que o produto pode apresentar, por ser novo. Logo, o papel de um blogueiro de tecnologia é, em muitos casos, alertar o usuário desses eventuais problemas de produtos recém lançados.

Independente disso, eu recomendo também o passeio pelas lojas físicas para que você mesmo teste os produtos. Eu já falei isso antes: muito mais importante do que você ler a opinião de quem escreve sobre tecnologia é você mesmo tomar a iniciativa de testar o produto presencialmente, sempre que possível. Não entrar nesse jogo de risco, de se interessar pelo produto apenas porque achou ele interessante, ou com especificações técnicas que lhe agradam.

A melhor forma de decidir se a compra de um produto vale ou não a compra é você mesmo testando na loja, sempre que possível. Eu sei que o processo é complicado, e que algumas lojas são resistentes à prática. Mas quando moramos em cidades onde as “lojas-conceito” não estão disponíveis, é a alternativa que temos nas mãos.

Agora, se depois do teste você optar por comprar no seu e-commerce preferido, aí é outra história.