Compartilhe

Tim Cook é CEO da Apple, a empresa mais valiosa do mundo. E é abertamente gay. Essa é uma grande vitória da sociedade civilizada, e uma grande derrota para a homofobia e hipocrisia humana.

Sim, homofóbico de merda. Quebra o seu iPhone agora se você acredita nesse pensamento primário.

Cook lembra que não teve medo de abrir a sua condição sexual ao mundo. Ou pelo menos não teve medo de fazer isso dentro da empresa em que trabalhada, pois descreve os seus trabalhadores como pessoas com a mente muito aberta. Mas ele temeu a reação em outras frentes, uma vez que entende que em metade dos Estados Unidos ele encontraria pessoas que poderiam simplesmente demití-lo caso ele se apresentasse como um homossexual ou transsexual.

 

 

Uma mensagem de otimismo para toda uma comunidade

O CEO da Apple afirmou em recente coluna escrita por ele mesmo há cinco anos que ser gay era um dos “dons que Deus lhe deu”, e explica os vários significados para essa afirmação, e acho que vale a pena você pelo menos refletir sobre essas palavras.

Primeiro, foi a decisão de Deus, e não a de Tim Cook. Segundo – e Cook só pode falar por ele mesmo – essa condição entrega à ele um nível de empatia que é maior do que a média, uma vez que ser gay ou trans o coloca em um grupo de minoria. Porém, ser maioria ou minoria nesse mundo não é algo puramente conceitual ou intelectual. Para ele, ter uma perspectiva real sobre como essa minoria pensa, sente e vê o mundo é como um presente em si que outras pessoas que fazem parte “da maioria” não podem ter.

Mas Tim Cook se mostra otimista sobre o futuro dos homossexuais, e deixa uma mensagem clara para todos aqueles que pensam em assumir a sua condição sexual: “que a vida melhore, que você possa ter uma vida maravilhosa e cheia de alegrias”.

Tim Cook reforça que ser gay ou trans não é uma limitação, mas sim uma característica que pode ser encarada como o maior presente de Deus para esse indivíduo. Ele espera que jovens que ainda estão lutando com a sua identidade ou condição e que não se sentem seguros ou suficientemente fortes para assumirem suas realidades porque vão se sentir inferiores ou marginalizados entendam que não precisa ser assim.

E também deixa um recado claro para as demais pessoas que encontrarem aqueles que estão nesse cenário cheio de dúvidas: sejam amáveis e tratem esses seres com bondade, dignidade e respeito.

 

 

Então…

Em muitas oportunidades, eu tenho problemas em lidar com a visão objetiva de Tim Cook para o futuro da Apple, apesar de admitir que direcionar a empresa para os serviços (abandonando a dependência dos produtos) é uma boa decisão. Porém, dessa vez, eu concordo 100% com ele.

Bondade, dignidade e respeito. Todo e qualquer ser humano digno de empatia merecem receber esses traços comportamentais. E a mensagem de Tim Cook é muito importante, ainda mais vindo de uma das pessoas mais mediáticas do mundo, e que sabe muito bem se definir como ser humano.

São palavras que despertam para uma importante reflexão.

 

Via People


Compartilhe