Compartilhe

Quando pensamos em conceitos de tela curva, sempre olhamos para a Samsung e pensamos “vocês fizeram isso certo”. A LG bem que tentou, mas não rolou. E os dispositivos Edge caíram no gosto de muita gente. Até no meu: eu repudiei esse conceito de tela no começo, mas fui um feliz usuário do Galaxy S7 Edge Black de 128 GB por quase um ano.

Aí, vem a Xiaomi com o Xiaomi Mi MIX Alpha, e reinventa a ideia de tela curva de forma a me convencer que estamos diante de um conceito realmente inovador, e não um mais do mesmo.

 

 

É bem legal, mas ainda gera dúvidas

 

 

O Xiaomi Mi MIX Alpha tem todo o seu corpo envolvido como tela, o que resulta em um design bem chamativo. A interação com o dispositivo fatalmente será afetada, já que podemos utilizar os dois lados do telefone para realizar tarefas e funções das mais diversas.

E… câmera frontal? Essa não existe, pois o sensor triplo faz as funções de câmera frontal e traseira, uma vez que os dois lados do dispositivo pode exibir as imagens da câmera.

 

 

E é na câmera que temos outra quebra de paradigma do Xiaomi Mi MIX Alpha: um sensor da Samsung de 108 MP. Um recorde no mercado mobile. Tá, todo mundo sabe que tamanho de MP não é documento. Mas um sensor como esse tem que entregar fotos espetaculares. Mas… será que entrega?

Outra coisa: e esse corpo todo tela? Será que ele é imune aos toques acidentais por parte do próprio usuário? E sobre a resistência dessa tela? Em um dispositivo quase sem bordas, qualquer queda pode representar danos para a mesma. E os custos de manutenção? Se a tela é o elemento mais caro de qualquer smartphone, imagina em um dispositivo onde o seu corpo está envolvido por uma tela.

Muitas perguntas que só serão respondidas com o passar do tempo.

 

 

Mesmo assim. O Xiaomi Mi MIX Alpha parece ser um acerto. Bom, ao menos é um dispositivo que se propõe a quebrar paradigmas, com um design bem irreverente e ousado.

É um dos telefones mais singulares que apareceram no mercado nos últimos tempos. Para quem queria algo diferente no mercado de telefonia, pode encher os olhos com essa proposta.


Compartilhe