Compartilhe

O trono de fabricante de celulares de luxo supervalorizado da Vertu está seriamente ameaçado. A nobre arte em oferecer telefones que fazem muito pouco por você mas esfolam o seu rim e cartão de crédito pode alcançar um novo nível graças à Xor, que decidiu oferecer um telefone com materiais de alta qualidade mas bem pobre nas suas funcionalidades: o Xor Titanium.

“Por que alguém seria idiota o suficiente para comprar um telefone assim?”, você me pergunta (e se não perguntou, eu prefiro acreditar que você fez isso, pois gosto de imaginar que este é um diálogo entre dois amigos, mesmo que você possa vir a ser um grande mau educado que me obrigou a desativar a área de comentários do blog).

A resposta é simples, amigo leitor: porque tem gente que simplesmente gosta de se mostrar nesse mundo.

 

 

 

Nada existe por acaso

 

 

Para quem não sabe, a Xor é criada por um grupo de funcionários da Vertu que sentiram falta dos tempos de glória da antiga marca. Sim, porque era uma glória para essa marca acabar ridicularizada nos blogs de tecnologia, ou quando alguém pagava milhares de euros em um dos seus caros telefones.

O Xor Titanium é o primeiro telefone da marca que chega ao mercado, e se destaca dos demais modelos por ser feito à mão, com couro e titânio, e voltado para os clientes que buscam algo completamente diferente do comum, uma experiência única e, de quebra, uma desintoxicação digital.

E essa última parte está garantida.

E, antes de continuar: Xor se pronuncia “Eggsor”. Pronto, podemos continuar.

O Xor Titanium é um celular no formato candybar ou barra, construído a mão na Inglaterra, com design construído em carcaça de titânio e uma traseira revestida em couro. Sua tela NÃO é touch e, tal e como acontecia com todo bom celular do passado, ele conta com um teclado T9 para a introdução de textos.

O sistema operacional do Xor Titanium é personalizado, baseado no Linux e com funções muito básicas. O telefone pode (e deve) ser utilizado para as tarefas mais básicas de um telefone do início dos anos 2000, como realizar e receber chamadas, enviar e receber mensagens e manter ele no bolso funcionando nas redes 2G e 3G.

Sério mesmo que você estava esperando por redes 4G e 5G aqui? Hahahahaha…

 

 

De qualquer forma, o Xor Titanium conta com alguns recursos especiais, como um sistema de cancelamento ativo de ruído e recarga sem fio. Aliás, sua autonomia de bateria pode alcançar os cinco dias de uso, o que é o sonho de qualquer usuário de um Galaxy Note 10 desde o seu lançamento.

O único grande ponto de destaque realmente positivo do Xor Titanium é a sua privacidade, por contar com a codificação AES256 de ponta a ponta nas chamadas e mensagens em SMS. Porém, a alegria morre aqui, já que esse recurso só funciona… se o outro usuário também utilizar um Xor Titanium, algo pouco provável de acontecer com os meros mortais.

Mas… vai que você tem um caso com uma velha rica que é casado com um bilionário à beira da morte… nunca se sabe!

 

 

 

Xor Titanium: vale a pena?

 

Custando a partir de 3.362 euros, o Xor Titanium não vale a pena de forma alguma. Mas se você é a velha rica e se interessou pelo telefone, é preciso saber duas coisas no final do post:

1) que o Xor Titanium chega ao mercado no primeiro trimestre de 2021:
2) que o meu WhatsApp: (48) 98……9! Me procure! 😉

 

 

Via Engadget


Compartilhe