Por que um Apple I autografado por Steve Wozniak foi leiloado por US$ 340.100 | @oEduardoMoreira Press "Enter" to skip to content
Início » Desktops » Por que um Apple I autografado por Steve Wozniak foi leiloado por US$ 340.100

Por que um Apple I autografado por Steve Wozniak foi leiloado por US$ 340.100

Compartilhe

Uma unidade do Apple 1 assinado por Steve Wozniak foi leiloada por US$ 340.100. E saiu barato, considerando o contexto histórico dessa unidade. Uma unidade funcional desse mesmo computador foi leiloada em 2013 por nada menos que US$ 671.400.

Ou seja, as pessoas estão pagando menos por preciosidades da tecnologia. E essa é mais uma prova que o mundo está em crise mesmo.

O Apple 1 vendido recentemente faz parte de uma das coleções privadas de produtos da empresa de Cupertino mais completas do mundo, a The AAPL Collection, que conta com vários itens lançados durante as primeiras três décadas de vida da companhia, e eventualmente alguns itens são leiloados para os meros mortais.

 

 

 

O que tem de tão especial em um Apple 1 para custar US$ 340.100?

Para começar, contexto histórico.

Esse Apple 1 foi restaurado profissionalmente para manter a sua originalidade e funcionamento, com quase todos os componentes originais, com exceção de quatro circuitos que foram fabricados um ano depois do seu lançamento, em 1977.

O leilão em si atraiu a atenção de mais de 130 mil pessoas no eBay, mas apenas 28 interessados participaram do processo de compra, que recebeu 113 ofertas. O produto foi avaliado em US$ 485 mil antes do início do leilão, mas um colecionador anônimo dos Estados Unidos ficou com o produto pela “bagatela” de US$ 340.100.

De novo: esse tipo de produto normalmente custaria mais caro, mas depois de uma crise econômica em função de uma crise sanitária global (que ainda não acabou), até mesmo os colecionadores estão pensando umas dez vezes antes de colocar a mão no bolso para pagar pequenas fortunas por produtos muito raros.

O dinheiro arrecadado com o leilão será utilizado para investir em novos itens para aumentar a coleção. Lembrando que o Apple 1 mais caro da história foi vendido em 2014, cujo leilão começou com uma oferta base de US$ 300.000, mas terminou com escandalosos US$ 905.000 de lance final… por um produto que, de acordo com o anúncio, estava “em perfeitas condições”.

 

 

 

É um importante capítulo da informática, tal e como conhecemos

O Apple 1 tem um significado muito especial na história da informática moderna.

Ele foi idealizado dentro de uma garagem por Steve Jobs, e desenvolvido por Steve Wozniak. Para que este computador chegasse ao mercado, Jobs vendeu o seu VW Microbus e Wozniak se desfez de sua calculadora HP-65. Ele marca o nascimento da Apple para o mundo, e naquela época podemos ver não apenas como tudo era artesanal, mas também feito com muita raça e empenho por parte de cada um dos envolvidos.

Uma curiosidade: o primeiro protótipo do Apple 1 foi apresentado na feira Homebrew Computer, e essa cena pode ser vista no filme “Piratas do Vale do Silício” (muito bom esse filme; recomendo).

Foram produzidas 200 unidades do Apple 1, e quase todas foram vendidas em aproximadamente 10 meses, o que mostra o sucesso comercial do produto. Inicialmente, esse computador custava curiosos US$ 666,66 (isso mesmo… #TheNumberOfTheBeast) e, em um momento posterior, o seu valor caiu para US$ 475. Mesmo assim, era um produto bem caro para a sua época.

Quando a Apple lançou o Apple II, a empresa passou a oferecer kits de atualização e descontos para que os proprietários do Apple I devolvessem o modelo para investir na segunda versão, e os equipamentos recuperados não foram revendidos (tal e como é feito hoje), mas sim destruídos.

Logo, fica fácil compreender por que qualquer Apple 1 encontrado no mercado custa uma fortuna: pelo simples fato que encontrar um é algo muito raro. Em fevereiro de 2022, era estimado que só existiam 62 unidades intactas desse computador disponíveis no planeta.


Compartilhe
@oEduardoMoreira