Qual é o brinquedo que rende mais que o Bitcoin hoje? | @oEduardoMoreira Press "Enter" to skip to content
Início » Variedades » Qual é o brinquedo que rende mais que o Bitcoin hoje?

Qual é o brinquedo que rende mais que o Bitcoin hoje?

Compartilhe

Isso mesmo, amigo leitor.

Existe um brinquedo que pode render mais do que uma criptomoeda qualquer. Não importa se é Bitcoin, Dogecoin, Ethereum ou Real Digital (que ainda não existe, mas muito provavelmente alguém em algum momento no futuro vai fazer essa ideia vingar).

É um brinquedo que muita gente gosta, que muitos tem em casa e que, em alguns casos, alguns contam com unidades lacradas e, essas sim, valem mais do que Bitcoin no mercado.

O brinquedo em questão?

O LEGO!

 

 

 

LEGO vale mais que Bitcoin

Economistas da Escola Superior de Economia na Rússia descobriram que o preço dos brinquedos de montar LEGO, tão populares entre as crianças de todas as idades (inclusive as crianças crescidas que pagam boletos), estão ganhando valor de mercado de aproximadamente 11% ao ano quando o item em questão está fora de catálogo de venda.

Esse rendimento é muito maior do que o ouro e algumas das grandes ações disponíveis no mercado. Ou seja, os colecionadores mais freaks estão acumulando em casa uma mina de ouro e nem devem saber disso. Ou sabem, e estão guardando os brinquedos LEGO por mais tempo justamente para aumentar a rentabilidade.

Os autores do estudo analisaram o preço de 2232 kits de brinquedos LEGO que estão intactos, ou seja, que não foram abertos e estão envolvidos no seu plástico transparente original, lançados entre 1987 e 2015, considerando o valor de cada item no mercado de segunda mão.

O resultado? Eles encontraram um mercado gigantesco que ainda é pouco conhecido pelos investidores tradicionais.

Cada produto de tiragem limitada possui uma demanda muito maior do que a oferta, e como a LEGO está lançando produtos desde a década de 1960, muitos usuários adultos e com dinheiro no bolso estão gastando o que podem e o que não podem para comprar kits de brinquedos que gostariam de ter na infância, mas que não podiam comprar porque não podiam pagar os boletos.

 

 

 

O armário da sua casa pode render mais do que você imagina

Amigo leitor e colecionador de LEGO, preste atenção no que vou escrever.

Vale a pena dar uma olhada no armário de sua casa, pois muito provavelmente existe um tesouro escondido dentro dele, e não estou falando do pôster da Revista Placar do São Paulo bicampeão da Libertadores.

Em média, os brinquedos LEGO começam a ganhar valor de mercado com dois ou três anos que aquele item é descontinuado ou sai de catálogo. Ou seja, para aqueles que desejam ganhar dinheiro de verdade no futuro, precisa ter consciência e paciência para comprar e manter aquele item intacto, sem abrir e nas melhores condições possíveis de conservação durante esse tempo.

O estudo russo conclui que são muito mais valorizados os itens com poucas ou muitas peças, e aqueles kits LEGO que são concebidos em parcerias com outras empresas, marcas ou franquias são muito mais valorizados com o passar do tempo.

Ou seja, aquele seu kit LEGO da Estrela da Morte de Star Wars deve valer uma fortuna em 2030. Isso é, se você não fez que nem o Ned, amigo do Homem-Aranha, que não só abriu o kit para montar, como deixou o mesmo se despedaçar em pedaços quando descobriu que o amigo Peter Parker era o teioso.


Compartilhe
@oEduardoMoreira