Smartphones com seis câmeras traseiras: tendência para 2022? | @oEduardoMoreira Press "Enter" to skip to content
Início » Telefonia » Smartphones com seis câmeras traseiras: tendência para 2022?

Smartphones com seis câmeras traseiras: tendência para 2022?

Compartilhe

Sinceramente? Eu não gostaria que isso acontecesse.

Ver esse monte de sensores fotográficos na parte traseira do smartphone me dá uma certa gastura e arrepio. Sabe aquele “cringe”, aquele mal estar que dura alguns segundos quando olhamos para algo horrendo?

Pois é. Isso é o que acontece em mim quando olho para esse monte de sensores fotográficos na parte traseira dos smartphones.

E o que mais dói nessa história é que, com a tecnologia de câmeras que temos hoje, isso nem é mais tão necessário como no passado.

Porém, alguns fabricantes entendem que números inflados vendem. E isso pode resultar em conjuntos com seis e até sete sensores fotográficos nos telefones de 2022.

 

 

 

Alguém precisa impedir que isso aconteça…

Quem está turbinando essa bizarrice no mercado de smartphones nem é a Apple, que normalmente lidera essas aberrações estéticas. É a chinesa Vivo, que ameaça o bem estar da humanidade como um todo com o Vivo Nex 5, que deve receber seis câmeras traseiras no total.

Isso mesmo, amigo leitor: seis câmeras traseiras em um smartphone.

No total, o dispositivo vai contar com sete câmeras, considerando o sensor frontal para selfies. Algo que, por sinal, os fabricantes deram alguns passos para trás, pois parece que o mercado não comprou a ideia de dois sensores frontais nos telefones.

O que, de fato, não é necessário.

Com sensores fotográficos tão potentes e completos como temos hoje, não faz sentido ter sensores dedicados para fotos específicas. A Apple mostrou isso no iPhone 13, onde alguns modelos não contam com sensores macro e, ainda assim, este smartphone entrega fotos excelentes dentro dessa categoria.

Sem falar que tem vários fabricantes lutando neste exato momento na busca do sensor frontal invisível, algo que o Vivo Nex 5 promete fazer. Logo não faz sentido ocultar duas câmeras de fotos. É um trabalho adicional desnecessário.

Mas sempre vai ter alguém que vai passar pano para esse monte de cooktop que estão colocando na parte traseira dos smartphones. E eu sou obrigado a debater o assunto de forma minimamente civilizada com essas pessoas.

E não recebo um tostão furado por isso!

 

 

 

Você realmente precisa de tantos sensores fotográficos?

A grande verdade é: a imensa maioria dos usuários de smartphones simplesmente não precisa de tantas câmeras no smartphone.

A maioria quer um smartphone com câmeras boas o suficiente para tirar fotos dos pratos de comida em restaurantes pseudo sofisticados, ou para registrar selfies nas baladinhas da moda com os amigos. E nada mais.

Por isso, é de se discutir qual é o número de usuários que realmente vão precisar de tantos sensores fotográficos em um smartphone.

Felizmente, a tendência do mercado é entregar dispositivos com menos câmeras na parte traseira, pois parece que um consenso foi alcançado: se o dispositivo possui três sensores fotográficos muito bons para tarefas específicas, isso é mais que suficiente.

Os modelos mais importantes do mercado contam hoje com o sensor principal, uma lente grande angular e uma lente teleobjetiva OU periscópica OU um sensor branco e preto. E o software que se vire para as outras variações de estilos fotográficos.

Espero que o Vivo Nex 5 seja um ponto fora da curva ou aberração pontual, e que os demais fabricantes nem ousem a seguir este péssimo exemplo.

 

 

Via GizChina


Compartilhe