Tinder quer que você encontre o amor através da sua canção favorita | @oEduardoMoreira Press "Enter" to skip to content
Início » Internet » Tinder quer que você encontre o amor através da sua canção favorita

Tinder quer que você encontre o amor através da sua canção favorita

Compartilhe

Encontrar o amor da sua vida não é uma tarefa fácil. Agora, imagine encontrar a sua outra metade da laranja no Tinder. Sério: é algo bem complexo, pois as chances da outra metade ser uma laranja podre são enormes.

Então, o Tinder tenta deixar essas conexões afetivas mais pessoais e edificantes. No lugar de olhar para os seios daquela linda mulher ou para o peitoral do jovem rapaz, a plataforma de namoro propõe as aproximações de almas através da música.

 

 

 

Alguém que se apaixone pela trilha sonora de sua vida

O Tinder lançou recentemente o Music Mode, uma nova característica que particularmente considero muito interessante, especialmente por estar diretamente relacionada com algo que eu amo: a música.

Este recurso fará com que os usuários do Tinder encontrem parceiros ou encontros com base nos seus respectivos gostos musicais. Além de ser uma forma mais edificante para encontrar o amor da sua vida (ou uma bela noitada de sexo, porque ninguém é de ferro), é mais uma forma que a plataforma encontra para melhorar a maneira de encontrar novos perfis dentro do serviço e se manter vivo diante de uma concorrência que é cada vez maior.

Essa nova forma de interação com outros usuários implementada pelo Tinder usa as canções que os usuários publicam dentro dos seus perfis, algo que muitos não sabem que é possível fazer dentro da plataforma. Afinal de contas, a galera está interessada mesmo em publicar fotos insinuantes e, em alguns casos, discretamente reveladoras.

O normal é que essa canção que será publicada no perfil do Tinder seja representativa para o usuário. Seja pelo fato de ser a música da sua vida, seja porque aquela canção em especial oferece algum tipo de identificação com a sua personalidade.

Até o presente momento, os usuários do Tinder só podiam saber que aquela era uma canção favorita de um determinado usuário, exibindo o nome da música e o artista. A plataforma não disponibilizava nenhum tipo de interação com esse tipo de informação.

Agora, as canções são reproduzidas pelo menos uma vez que o usuário acessa o perfil de um determinado usuário. E, ao fazer isso, o Tinder libera diferentes modos de interação não forçada, o que estimula a aproximação dos usuários a partir deste critério mais pessoal.

Em função dessas interações, o Tinder apresenta o Music Mode que, basicamente, estabelece as conexões a partir das curtidas e interações nas músicas compartilhadas nos perfis dos usuários.

 

 

 

Vai dar certo?

Ninguém é obrigado a utilizar o Music Mode. Aliás, os usuários do Tinder também não são obrigados a compartilhar os seus gostos musicais na plataforma. Mas entendo que o serviço fica mais interessante com essa funcionalidade.

Não sou um usuário regular do Tinder porque entendo que as minhas interações pessoais no mundo real são mais que suficientes. Mas acredito que o novo recurso deve alcançar o principal objetivo da plataforma: tornar as conexões mais sólidas e eficientes.

Afinal de contas, por mais que se adore peito e bunda, o ser humano não é só isso. E é fundamental que os usuários do Tinder comecem a valorizar outros aspectos da personalidade do outro para estabelecer conexões mais duradouras.

Você entende o que eu quero dizer?


Compartilhe
@oEduardoMoreira