Google-TV

O Ouya chamou muita atenção, e foi um sucesso em sua campanha na Kickstarter. Muita gente imaginou que um novo nicho de mercado estava nascendo, e quase todo mundo afirmou que, em pouco tempo, Google, Apple e Samsung apresentariam os seus próprios consoles, aproveitando as suas capacidades de entretenimento de suas respectivas plataformas. Porém, quando o Ouya chegou ao mercado, veio junto a decepção da proposta.

O desencanto aconteceu por todas as partes. Compradores e grandes lojas de eletrônicos de consumo questionaram as possibilidades do console Android. Por tabela, todos começaram a questionar o potencial das plataformas móveis em substituir os consoles domésticos – dentro de casa, é claro.

Mesmo assim, ainda existe uma pequena possibilidade dos consoles Android não morrerem antes mesmo de nascer. Talvez as gigantes de tecnologia ainda estejam esperando as condições ideias para lançar produtos que serão bem recebidos pelos consumidores.

Na última CES de Las Vegas, vimos a Huawei apresentando o seu próprio console Android, que pode ou não estar se adiantando em relação à concorrência, mas que seria o suficiente para estimular as demais a seguirem o mesmo caminho.

Ou, pelo menos, a Google.

A Google comrpou a Green Throttle Games… lembra?

Green-Throttle

A Green Throttle Games é uma pequena empresa desenvolvedora de acessórios para videogames, com foco nos periféricos. Seus controles são alguns dos melhores quando utilizados em conjunto com o Android. Pois bem, a Google recentemente adquiriu essa empresa, e quando uma empresa como a Google faz isso, é impossível conter o início das especulações.

Puxando pela memória, não será difícil lembrar todas as oportunidades que a Google foi vinculada com a criação de consoles, ou como levar os jogos para a sua central de entretenimento, como a Google TV, por exemplo. Porém, até agora, nenhum desses rumores chegaram perto de se tornar uma realidade, o que poderia ser o suficiente para também descartar um lançamento de um videogame da Google nesse momento.

De qualquer forma, ainda temos que ter em mente que a Green Throttle se dedica ESSENCIALMENTE aos controles para dispositivos Android. E é óbvio que algo está acontecendo nesse momento.

Um novo console com a Google TV?

googleTV

Esse post “grita” o termo “console Android” até gora, certo? Mas devo lembrar que os consoles que estão no mercado hoje deixaram de ser simples brinquedinhos eletrônicos que gastamos algumas horas jogando. Hoje, são centrais de entretenimento integrados, permitindo várias atividades multimídia e/ou tarefas conectadas.

Não é a primeira vez que a Google tenta isso. Há alguns anos, eles apostaram com força na Google TV, a sua própria plataforma de entretenimento na nuvem, que de um modo muito similar ao que acontece com o Android, é comercializado com o hardware de terceiros.

Todo mundo sabe o que aconteceu depois: a Google TV foi um retumbante fracasso, a ponto de nenhum fabricante se atrever a apostar em uma segunda geração de produtos.

Mesmo assim, levando em conta essa aposta toda, a segunda tentativa veio em um produto mais limitado, porém, melhor recebido: o Chromecast. Logo, não custa nada acreditar que a Google não renunciou ao sonho de ter uma autêntica central multimídia.

Talvez a Google tenha finalmente compreendido como as coisas funcionam. Observar com atenção o que Microsoft e Sony fizeram em produtos como o Xbox One e o PlayStation 4, e canalizar esforços para desenvolver uma plataforma de videogames domésticos potente o suficiente par abuscar uma fatia de mercado e, por tabela, impulsionar a evolução da Google TV.