Lumia-650-DSIM-hero-jpg

A Microsoft começa a entrar no modo de enrolação para liberar o Windows 10 Mobile para os dispositivos compatíveis. Não só isso: a expansão da nova versão é lenta demais, inclusive com os poucos lançamentos de dispositivos com essa versão atualizada do sistema operacional. O reflexo disso pode ser percebido no último relatório da Kantar Worldpanel, que mostra claramente que a paciência dos usuários está chegando ao fim.

As vendas do Windows Phone nunca foram grande coisa. Porém, começam a entrar em uma situação crítica. O sistema da Microsoft começou a perder mercado nos países onde o mesmo era considerado um sucesso, como são os casos da Itália e França. Para complicar ainda mais essa situação, quem ganhou com isso foi o (quase) onipresente Android, que amplia o seu domínio em relação aos demais.

O Windows 10 Mobile inicia uma nova e interessante fase na história de mobilidade da Microsoft. Eu mesmo quero que o sistema dê certo, mas se o volume de vendas seguir em queda, é mais fácil eles terem o mesmo destino da BlackBerry (recentemente eu escrevi que eles deveria jogar a toalha) do que conquistarem alguma cota de mercado minimamente relevante para tentar convencer fabricantes e desenvolvedores para apostar nessa proposta.

Estamos em março de 2016, e vários dispositivos compatíveis com o Windows 10 Mobile não receberam o novo software. Ok, eu compreendo o lado da Microsoft. Ela não pode errar. Tem que entregar um sistema operacional perfeito e redondo, pois deixar uma primeira impressão ruim pode ser o fim de tudo.

Porém… será que uma gigante como a Microsoft, que abraçou boa parte da força laboral da divisão mobile da Nokia, não consegue agilizar o processo? A Google lança uma versão do Android por ano (algo que eu não concordo de jeito nenhum, que fique bem claro) e a Microsoft leva essa eternidade toda para liberar uma nova versão do seu sistema operacional móvel?

De novo: eu sei muito bem que não se faz um sistema operacional da noite para o dia, ainda mais em uma versão que apresenta tantas diferenças conceituais em relação ao Windows Phone. Porém, de quando o sistema foi oficialmente apresentado ao mundo até agora, são pouquíssimos os dispositivos onde ele está rodando. E muitos usuários que contam com dispositivos compatíveis não querem mais esperar. Sem falar nos produtos que já estão no mercado, mas que ainda rodam o Windows Phone 8.1.

Logo… Microsoft… libera a mixaria, vai. Libera logo o windows 10 Mobile. Caso contrário, a situação só vai piorar.