acer-predator-6

A Acer ultimamente está toda amiguinha dos gamers. Mas não dos jogadores convictos de desktops. Eles estão apostando nos gamers de dispositivos móveis. Tanto, que apresentou na IFA 2015 dois dispositivos voltados para esse público: o Acer Predator 6, e o Acer Predator 8.

São smartphones com design muito diferenciado, mas que não chamam a atenção apenas pela estética, mas principalmente pelas suas especificações técnicas. O Acer Predator 6 traz como principal chamariz o processador MediaTek com nada menos que dez núcleos físicos (ou deca-core). Todo esse poder de fogo é para que o jogador não tenha a menor sombra de dúvida que o smartphone vai rodar qualquer tipo de jogo com um desempenho simplesmente impecável.

Além disso, o modelo conta com 4 GB de RAM, tela Full HD de 6 polegadas, quatro alto-falantes, arquitetura ARM e uma câmera traseira de 21 megapixels (esse último item é algo meio dispensável, já que não imagino o gamer perdendo tempo tirando fotos enquanto pode ficar jogando por horas e horas).

Acer-Predator

O tablet Acer Predator 8 segue a mesma filosofia, com tela de 8 polegadas Full HD, mas um processador diferente, o Intel Atom X7 Z8700, trabalhando com 2 GB de RAM, 32/64 GB de armazenamento e WiFi MIMO 2×2. De novo, temos um hardware capaz de rodar sem problemas os jogos mais exigentes, como é o caso do Asphalt 8 que já vem pré-instalado nesse modelo.

Acho que a tendência dos games móveis é algo cada vez mais presente nos tempos atuais, e é um filão de mercado que desenvolvedoras de games e fabricantes devem apostar com mais ênfase. A época dos consoles domésticos está cada vez mais próxima de um ponto de modificação (extinção eu não digo), e com dispositivos móveis mais e mais capazes, a tendência natural é que os jogos para smartphones e tablets sejam cada vez mais completos, exigindo mais dos dispositivos.

E aí? Você encara o Predator da Acer?