Lenovo Yoga Tab 3 Pro-01

Os fabricantes parecem ter entendido (finalmente) que o segmento de tablets pode ser melhor aproveitado para as aspirações profissionais, já que os usuários domésticos abraçaram os phablets. Pensando nisso, a Lenovo apresentou na IFA 2015 o Yoga Tab 3 Pro, atualização da interessante linha de tablets ‘versáteis’ da empresa, que tem como diferencial um projetor integrado.

O recurso também teve sua proposta remodelada. Alguns modelos do Yoga Tab já lançados também contavam com um projetor, mas ele ficava em uma das extremidades da base esférica – que serve como apoio para o dispositivo nas superfícies -. Agora, a Lenovo posicionou o projetor no centro esfera, o que para mim faz todo o sentido do mundo. Muito melhor para projetar as imagens em qualquer tipo de parede.

Ter um projetor em um tablet é uma boa sacada, levando em conta que estamos pensando em um público profissional. Quanta e quantas vezes nós já vimos os profissionais levarem um notebook (que não é tão leve quanto um tablet) para uma apresentação cheio de pendrives ou arquivos de Power-Point salvos, com alguns cabos para ligar no projetor… e tudo isso falhar?

Eu já vi isso acontecer mais de uma vez.

Com um projetor integrado ao dispositivo, esses riscos caem drasticamente, já que tudo está integrado. Sem falar que a interação do usuário na tela sensível ao toque é mais intuitiva e direta, podendo tornar a apresentação algo mais dinâmico e funcional.

O projetor integrado no Lenovo Yoga Tab 3 Pro pode reproduzir imagens de até 70 polegadas na parede, algo que é bem vindo não só para os aspectos profissionais, mas até mesmo para um uso pessoal. Já pensou em assistir a sua série ou filme salvo no dispositivo em uma tela com esse tamanho?

Eu já. Seria sensacional.

É uma pena que uma proposta como a do Yoga Tab 3 Pro dificilmente chegará ao mercado. É um produto muito específico, bem focado para profissionais de diferentes segmentos. E, se pensarmos que em dezembro acaba a isenção fiscal do PIS/Cofins… bom, melhor não lembrar disso, pois dá depressão profunda.