Tag Archives: xbox one

PS4 Pro, PS4, Xbox One S, Xbox Scorpio… escolher qual console comprar nunca foi tão difícil

by

novos-consoles-01

O segmento de videogames está fervilhando. Sony e Microsoft abriram a caixa de Pandora, revelando suas alternativas de renovação, e inflando consideravelmente as opções de compras de consoles domésticos.

A escolha nunca foi tão difícil. E muitos se perguntam se vale a pena comprar as renovações ou manter o Xbox One ou PS4 atuais. E, se a migração acontecer, com qual deles devemos ficar?

Perguntas difíceis. Muito difíceis de serem respondidas.

Renovar-se (um pouco) ou morrer

 

xbox-360-vs-ps3

 

Os ciclos de renovação dos consoles são longos, mas tanto Microsoft como Sony reduziram essa janela com lançamentos que prolongam a vida útil da atual geração de consoles, aplicando melhorias sensíveis nos seus produtos.

A prática não é nova. No passado, já vimos as versões Slim do PlayStation e do Xbox 360, e ambas ofereceram melhorias tecnológicas que resultaram em uma sobrevida no mercado.

Além das revisões, o PS Move e o Kinect, dois acessórios inspirados no Nintendo Wii, insuflaram nova vida nas vendas da geração anterior de consoles. Os jogos com controle por gestos eram muito promissores, e tinham a mesma perspectiva que a realidade virtual promete hoje.

As promessas da época não viraram realidade, mas impulsionaram as vendas mesmo sem grandes mudanças de hardware.

Com a chegada do Xbox One, a coisa mudou sensivelmente, e deve mudar ainda mais com o PS4 Pro. E mais ainda com o Xbox Scorpio.

 

Um suporte 4K e de realidade virtual (mais ou menos…)

 

games-em-4k

 

Microsoft e Sony aproveitaram a febre pelas resoluções 4K para implantá-la em todos os âmbitos. É um conceito fantástico, mas que nos consoles das duas empresas não serão nativas. Na maioria dos casos, teremos jogos 4K na base da gambiarra, através de um upscalling.

No caso do PS4 Pro, teremos 4.2 TFLOPS de desempenho, com uma maior margem para jogos com suporte ao 4K nativo, mas esses serão jogos onde a quantidade de informação visual gerada pode se mover de forma fluída com a nova GPU dos consoles.

Nos dois casos, uma característica chamativa está presente: o suporte HDR, com um alcance dinâmico elevado e maior contraste, cores e força em todas as cenas.

Fato é que as experiências em 4K também valem para a realidade virtual. Os aspectos técnicos solicitados pelo Oculus Rift e HTC Vive para bons resultados são muito elevados, com um hardware caro. Logo… como um console que custa US$ 100 a mais (em média) que uma NVIDIA GTX 970 pode competir nesse terreno?

Provavelmente não pode. A proposta do PS4 Pro parece ser bem sólida, mas são os desenvolvedores que deverão demonstrar que efetivamente os jogos de realidade virtual para esses consoles podem satisfazer as expectativas dos usuários. No caso do Xbox One S, as dúvidas são ainda maiores.

 

Qual console escolher?

 

xbox-one-ps4-controles

 

A resposta, obviamente é: depende do tipo de usuário que você é.

Para a grande maioria dos mortais, os novos Xbox One S, PS4 e PS4 Pro não fazem mais do que colocar pequenas adições ao que já existia. Para quem tem os modelos atuais, a atualização é de difícil justificativa.

As diferenças não são tão espetaculares, a não ser que você tenha em casa uma TV com suporte 4K e HDR. E, mesmo assim, a reflexão persiste, pois ainda que tanto o Xbox One S como o PS4 Pro aproveitem das novas características visuais, o resultado final pode decepcionar um pouco.

Existe o salto de qualidade, mas não é o mesmo que vivemos do DVD para o Blu-ray, por exemplo.

Logo, com um monitor ou uma TV 1080p também teremos uma maior qualidade visual. Seu hardware atual é mais potente, permitindo maiores taxas de fotogramas por segundo, maior fluidez e maior qualidade visual.

O problema é que os desenvolvedores devem ativar essa opção em seus jogos, e o resultado desses modos melhorados é algo incerto. Podemos notar as mudanças, mas o que vimos até agora é que os ganhos não são relevantes.

 

xbox-one-branco

 

Some tudo isso ao fato da Microsoft esperar um ano para lançar o Project Scorpio (natal de 2017), com uma potência ainda maior que a do PS4 Pro.

Isso torna a decisão ainda mais difícil. Se você pensa em comprar o Xbox One S ou escolhe esperar pelo Scorpio, precisa levar em consideração que, além de esperar um ano, o preço do Scorpio provavelmente será Premium. Não há números, mas pode ficar entre US$ 500 e US$ 600. E isso deve dar mais holofotes ao Xbox One S.

A decisão no caso entre o novo PS4 e o PS4 Pro parece ser muito mais simples. É melhor investir um pouco mais e ter o PS4 Pro. A potência adicional não sai tão cara, o console está preparado para o 4K, HDR e conteúdos de realidade virtual, e vai ser lançado em algumas semanas.

Escolher entre os modelos da Microsoft ou da Sony se complica se considerarmos outros fatores além do hardware: jogos exclusivos de cada plataforma e o aspecto social, por exemplo. O console da Sony é mais popular, com mais jogadores na sua base.

Porém, o Xbox One S e o PS4 Pro não são tão distantes como poderia parecer. O console da Microsoft conta com o Blu-ray 4K que o PS4 Pro não oferece. O console da Sony é nativamente mais potente, mas seu adversário será capaz de aproveitar as técnicas de upscalling para oferecer o suporte ao 4K que agrega uma riqueza visual aos jogos já existentes, e aos títulos que estarão por vir.

Ou seja… a decisão é difícil de ser tomada. Bem difícil.

Quem levou a E3 2016? Nem Microsoft, Nem Sony, Nem Nintendo

by

e3-2016-header-overlay-latest

Muito se esperava das conferências das gigantes do setor de videogames na E3 2016. Porém, com exceção da Nintendo, todas entregaram mais ou menos o que se esperava delas, sem grandes surpresas.

Porém, se é para falar de um vencedor claro no evento de Los Angeles, não podemos nomear nenhuma das três. Nem mesmo um desenvolvedor em específico. Aliás, a grande vencedora da E3 2016 foi a AMD, e os motivos são bem simples: tudo girou, direta ou indiretamente, na sua nova geração de GPUs Polaris.

 

Por que a AMD?

Por um lado, a AMD ofereceu uma grande surpresa com a RX 480, uma placa gráfica baseada no Polaris 10 que permite a execução de jogos em resoluções de 1440p por apenas US$ 199. Seu impacto no setor de games para PCs será enorme, e o produto tem tudo para ser um sucesso estrondoso de vendas. Mas isso não é tudo: devemos pensar também no cenário da realidade virtual e nos consoles de próxima geração.

A Polaris 10 democratiza a realidade virtual, mas também pode dar vida ao Xbox Scorpio e ao PS4 NEo, consoles que devem chegar ao mercado em 2017, marcando uma grande evolução de potência em relação aos atuais Xbox One (S) e PS4.

Soma-se à isso o Nintendo NX, que também contará com uma solução gráfica da AMD, e que pela data prevista para o seu lançamento (março de 2017) pode perfeitamente receber uma variante do Polaris 10.

A presença da gigante de Sunnyvale no mundo gaming é enorme, e não apenas na presente geração, como na próxima. E não se limita à GPU, se estendendo à CPU. Basta lembrar dos núcleos Jaguar do Xbox One e do PS4 e o processador octa-core que a Microsoft confirmou para o Project Scorpio.

Por conta de tudo isso é que a AMD aparece no mercado de videogames como uma potência de hardware. Pelo impacto que a Polaris pode ter em todos os níveis (inclusive na realidade virtual), a empresa foi a grande vencedora da E3 2016.

Xbox One ou Xbox One S?

by

Xbox-One-S-teaser

O Xbox One teve seu preço reduzido na Microsoft Store depois do lançamento do Xbox One S na E3 2016. Seu novo preço de referência é US$ 279, na sua versão base com 500 GB de armazenamento, controle sem fio e um jogo.

Também podemos encontrar pelo menso preço as versões especiais, com acabamento em branco. A versão com 1 TB de armazenamento custa agora US$ 299, enquanto que o preço da versão Elite é de US$ 349. Os novos preços estarão em vigor até o dia 1 de outubro, e não acredito que depois continuem os mesmos. Alguns veículos estimam que o preço pode cair ainda mais no período de natal.

Enquanto a versão original do console teve uma forte redução de preço (lembrando que no seu lançamento em novembro de 2013 ele custava US$ 499, com a obrigação de compra do Kinect), já conhecemos as versões e preços do Xbox One S. A primeira, com disco rígido de 500 GB sai por US$ 299, enquanto que o modelo de 1 TB custará US$ 349. O modelo com 2 TB de armazenamento custará US$ 399.

 

Xbox One ou Xbox One S?

A principal melhoria da nova versão está no suporte de oferta de conteúdos em 4K e HDR, compatível com serviços de streaming como Netflix e Amazon Video e a reprodução de discos em Blu-ray 4K.

O Xbox One S é menor no tamanho e espessura, pode ser instalado na vertical e o controle sem fio foi levemente redesenhado. Porém, a experiência de jogos é a mesma, já que as melhorias nesse sentido não chegarão até o lançamento do Project Scorpio, no natal de 2017.

Se o Xbox One seguir caindo de preço, incluindo em suas edições especiais e não te interessa as melhorias na reprodução de conteúdo, pode ser uma compra ainda mais interessante que a do Xbox One S. Mas tudo depende de sua perspectiva de consumo de conteúdo.

Sem falar que ainda é necessário confirmar o preço do novo console no Brasil, algo que a Microsoft ainda não se pronunciou.

Sim… o Windows 95 também funciona no Xbox One

by

doom-windows95-xbox-one

Se você se surpreendeu com um vídeo do Apple Watch rodando o Windows 95, veja essa: o Youtuber vcfan instalou o mesmo sistema operacional da Microsoft no Xbox One. Não só inicializou, como jogou nele o clássico Duke Nukem 3D.

O segredo do sucesso aqui é o DOSBox. A Microsoft permite a criação de aplicativos universais que rodem com o Xbox One, e a partir daí o vcfan instalou o Windows 95 em uma máquina virtual do MS-DOS, utilizando um Xbox One para desenvolvedores.

Na realidade, o vídeo é uma pequena mostra do que veremos com maior frequência a partir do segundo semestre de 2016, quando a Microsoft habilitar o suporte completo de aplicativos UWP para Xbox One. Por outro lado, por ser um suporte muito restrito, não descarte a possibilidade de voltar a pagar por jogos e softwares do passado, que devem aproveitar o ‘efeito nostalgia’ para capitalizar.

Mais detalhes sobre esse suporte para aplicativos universais devem ser anunciados na próxima E3 2016, onde também deve ser anunciada a integração do assistente digital da Microsoft, o Cortana, no Xbox One.

Vídeo demonstrativo a seguir.

Xbox One Special Edition Stark Industries

by

Iron-Man

Assim como vários outros fabricantes, a Microsoft está acostumada a lançar edições especiais dos seus videogames, sempre e quando acontece algum lançamento especial. Logo, o Xbox One Special Edition Stark Industries não pega ninguém de surpresa.

Como podemos ver no vídeo no final do post, o console tem um acabamento impressionante na cor branca, acompanhado do logo das Indústrias Stark e um reator Arc na parte central, o que oferece ao conjunto um acabamento único. O reator se ilumina quando o console é ligado, e é possível ver uma versão mini do mesmo reator, decorando o botão do Xbox One no controle que acompanha essa edição especial.

Se você gostou dessa versão do console tanto quanto eu, é importante lembrar que estamos diante de uma edição muito limitada. Aliás, limitada ao extremo: apenas três unidades foram fabricadas e, ao que parece, todas elas seriam sorteadas exclusivamente na França. Se isso se confirmar, será uma edição tão exclusiva, que não quero imaginar o preço que uma unidade desse console pode alcançar em um futuro leilão na internet. Isso é, se o comprador estiver disposto a se desfazer dele, é claro.

É dispensável lembrar para você que no final de semana em que esse post foi produzido estreia nos cinemas de todo o planeta o filme “Capitão América: Guerra Civil”, que mostra o embate entre Capitão América e Homem de Ferro. Sim, pois alguns fatalmente vão se perguntar “qual é o motivo tão especial” para o lançamento de uma versão tão limitada do Xbox One.

 

Via SlashGear

O cross-network dos videogames: um sonho possível

by

ps4-v-xbox-one-cross-network-gaming

A Microsoft deu o primeiro passo. Liberou o cross-network do Xbox One com o PC e outros consoles, ou seja, será possível que os usuários de outras plataformas interajam com os gamers da sua plataforma, algo muito bem vindo para quem joga online. A não ser é claro que você é um bobo que fica na briguinha entre caixista e sonysta. Aí é uma questão pessoal sua, e não uma impossibilidade tecnológica.

Outros que vão agradecer são os desenvolvedores de jogos para essas plataformas. Com exceção dos jogos exclusivos (que ainda vão perdurar para que a competitividade entre as plataformas continue), todos poderão jogar com todos os títulos já existentes, o que pode aumentar o volume de vendas dos títulos e dos adicionais que são comercializados dentro de alguns desses jogos.

Viabilidade técnica para isso sempre existiu. As produtoras de grande porte contam com infraestrutura para gerenciar redes gigantes de jogadores. Logo, pode suportar os gamers de diferentes plataformas simultaneamente. A limitação estava nas redes dos consoles, imposta pelos fabricantes desses consoles. Antigamente isso fazia algum sentido, mas hoje, não mais. Ainda mais quando estamos em um momento em que é mais difícil vender qualquer coisa no mundo todo.

Agora… será que a Sony está interessada em dar as mãos para o inimigo em benefício dos seus jogadores?

ps4-v-xbox-one-cross-network-gaming-confirmed

De novo: o movimento de cross-network é lucrativo para todo mundo. A venda de consoles passaria a ter um componente adicional. Além da preferência pelos títulos exclusivos, teria a preferência pela experiência de uso. O elemento principal dessa atual geração de consoles, que é a jogabilidade remota através de uma conexão de dados, seria algo universal, interligando todos os jogadores em um ambiente único.

O hardware dos dispositivos envolvidos seria similar, o que não comprometeria na jogabilidade nesse aspecto. É claro que, caso a Sony aceite participar da brincadeira, a bola passa de novo para as produtoras de jogos, que terão que garantir que suas redes sejam capazes o suficiente para suportar o aumento da demanda.

Mesmo assim, é vantagem para todo mundo. Vale a pena o investimento. Vale a pena a aposta.

Vem participar dessa brincadeira com a gente, Sony! A galera vai curtir!

LEGO Star Wars: The Force Awakens vem aí

by

lego-star-wars-the-force-awakens

A LEGO está preparando um jogo de videogame inspirado no filme Star Wars VII: O Despertar da Força.

Um vídeo vazado anuncia a nova edição do jogo, além de informar que o título estará disponível na loja de jogos do Xbox (Xbox One, mais precisamente) no dia 28 de junho. A melhor parte é que o game vai incluir conteúdos inéditos situados cronologicamente entre os filmes O Retorno de Jedi e O Despertar da Força. E esse é mais um motivo para os fãs comprarem o jogo o mais depressa possível.

Vídeo do vazamento a seguir (veja logo antes que o YouTube retire o mesmo do ar).

 

Via LEGO® Star Wars™: The Force Awakens

Pensa em comprar o Xbox One? Comece a correr: vai ficar mais caro em novembro

by

xbox-one-console

A Microsoft anunciou que o Xbox One e o Xbox 360 ficarão aproximadamente 25% mais caros no Brasil. A partir de 1º de novembro, o modelo mais básico do console de última geração vai passar dos R$ 1.999 sugeridos para R$ 2.500, enquanto que o console lançado em 2005 sai dos R$ 899 sugeridos para R$ 1.119 (com dois controles e 4 GB de armazenamento).

Por que esse aumento logo agora, antes das vendas da Black Friday e do período natalino?

Porque não tem jeito. Apesar dos consoles serem fabricados no Brasil, eles ainda contam com peças importadas, e esses custos acabam sendo afetados diretamente pela variação da cotação do dólar (que, de 2013 – ano de lançamento do Xbox One no Brasil – para cá, subiu 75%). A Microsoft até que foi “bacana”, subindo o preço do console em apenas 25%, considerando que o dólar flerta com os R$ 4 nesse momento.

É claro que quem está sorrindo com essa notícia é a Sony, que começou a distribuir o PlayStation 4 fabricado no Brasil pelos mesmos R$ 2.500 estipulados pelo Xbox One. No final das contas, é um sorriso amarelo, já que são valores que fatalmente devem afastar os gamers desses produtos.

O mais absurdo de tudo isso é o Xbox 360, console lançado em 2005, custar R$ 1.119. Ok, eu sou um feliz proprietário desse console. Mas nas duas vezes que comprei ele eu paguei R$ 700 (importado, em 2011) e R$ 450 (nacional, em 2013 – na Black Friday). Por que eu pagaria mais de R$ 1 mil em uma tecnologia lançada há 10 anos? Se até produtos da Apple se desvalorizam ao longo desse tempo todo, que dirá um console de videogame?

Não acho que a Microsoft está sendo surreal em tudo. Talvez em manter o Xbox 360 no mercado. Mas a verdade é que infelizmente quem sai perdendo é o consumidor brasileiro. Não vou aqui discutir os motivos porque não estou interessado em discutir com militantes de certos partidos. Estão errados, pronto e acabou. Apenas isso.

De qualquer forma, meu conselho de amigo é: está pensando em comprar o Xbox One no Brasil e tem a grana agora? Faça a compra. Simples assim.

Ou volte a considerar a possibilidade de importar o produto. Com o dólar a R$ 4, ainda é uma vantagem trazer o videogame dos EUA. Por incrível que pareça.

Mas se for comprar por aqui, compre no link abaixo. A casa agradece! 🙂

1936

O Ouye NÃO é o mix de PS4 e Xbox One que você esperava

by

playBox4

Você pode se empolgar com esse console por alguns instantes, já que o Ouye se trata de uma mescla de PS4 e Xbox One que aparentemente se apresenta como o console dos seus sonhos. Porém, infelizmente, ele só é um mix na estética, já que no seu interior temos um processador octa-core A80 que gerencia o Android 4.4.2 instalado nele.

Desse modo, temos aqui um console Android que busca financiamento no JD.com, um portal chinês similar ao Kickstarter, com preço sugerido de US$ 70. Tudo para atrair os curiosos.

Mas a melhor parte é, sem sombra de dúvidas, o seu nome: Ouye. Sim, o nome é familiar, assim como a aparência de sua carcaça e o seu controle. Por enquanto não há maiores especificações, mas seus criadores prometem uma compatibilidade com conteúdos em 4K. Veremos.

Via KotakuJD.com

 

Xbox One e PS4 com 1 TB: eles estão chegando

by

ps4-hrdware-large18_br

Grandes poderes envolvem grandes responsabilidades. Apesar de que não estamos falando do Homem-Aranha nesse caso, a frase se encaixa perfeitamente ao fato de Sony e Microsoft prepararem versões dos seus consoles de última geração, PS4 e Xbox One, com o dobro de capacidade de armazenamento atual. Ou seja, generosos 1 TB de armazenamento.

Ao meu ver, isso faz todo o sentido. Eu, que não tenho esses consoles mais modernos (sou feliz com a dupla Xbox 360 + PS3) sei bem o quanto que o espaço de armazenamento para os jogos é algo precioso. Principalmente no caso do console da Microsoft, onde recebo pelo menos dois jogos gratuitos por mês (por conta da assinatura do Xbox Live Gold), sem falar nas promoções que acabo comprando.

Eu já troquei o HD de 250 GB do Xbox 360 para um de 500 GB, e já penso em capacidades maiores quando o update que permitir tal compatibilidade chegar. Agora, imagine os usuários das novas gerações de consoles, onde os jogos contam com volumes de dados muito maiores?

xbox-one

Com consoles mais potentes, com maior capacidade de processamento e desempenho, temos também jogos com um maior volume de dados. Isso é mais do que natural, já que os desenvolvedores querem explorar ao máximo o potencial técnico dos novos produtos. E por conta disso, temos um maior volume de dados nos jogos, o que faz com que os atuais 500 GB atuais sejam insuficientes.

No caso do PS4 por exemplo, esse espaço pode ser suficiente para armazenar apenas dez jogos. É muito pouco, levando em conta que muitos dos gamers gostam de ter vários títulos em casa. Ou seja, jogos via download pode ser um problema com um espaço tão limitado. E, mesmo que esse número acabe variando de acordo com o título que for baixado, ele não sobe muito.

O movimento que Sony e Microsoft vai realizar nas próximas semanas (digo isso porque a E3 2015 está chegando) deve amenizar e muito esse problema grave de espaço de armazenamento. Talvez não resolva por completo a vida daqueles que contam com mais de 100 jogos em uma das contas das lojas de jogos (acredite, eu tenho mais de 130 jogos adquiridos do Xbox 360 desde 2012), mas para a maioria dos gamers, essa é uma decisão que vai ajudar e muito.

1936

PS4

 

1936

Xbox One

Xbox One 500 GB na cor branca

by

122472225_3GG

O Xbox One já tem um tempo de mercado, e é considerado um dos principais consoles do mercado de videogames. Mas para alguns gamers, o produto na cor preta definitivamente não agradava. Alguns querem unificar a decoração dos seus dispositivos eletrônicos com o design da sala de casa (ou do quarto), e nesse sentido, o console na opção branca pode ser a alternativa que resta para esses gamers.

A Microsoft oferece essa versão alternativa do Xbox One no formato de ‘edição especial’, onde algumas vezes é oferecida com um ou dois jogos. Nas características técnicas, o console tem as mesmas especificações do modelo tradicional, com 500 GB de armazenamento, um controle sem fio e um headset.

Outra alternativa para os usuários mais exigentes é a customização do Xbox One. Nada como deixar o console com a sua cara, dando uma identidade única ao produto. Porém, esse é um processo ainda muito custoso para os gamers brasileiros, e apesar de escassa, a alternativa do console da cor branca ofertada pela Microsoft reduz os custos de personalização, já que é oferecida pelo mesmo valor do console tradicional.

Além do fato que o comprador pode ainda ter o lucro de receber um ou dois jogos no kit de compra. Os primeiros compradores do Xbox One pagaram mais caro, e não tiveram essa pequena vantagem.

1936