A Apple vive de ótimos produtos, especulações financeiras em Wall Street e rumores. Principalmente rumores. Dessa vez, decidi comentar aqui um dos seus novos rumores vindos de referências encontradas no iOS 6.1, que dá conta que uma nova versão do iPad estará disponível em breve, e com a generosa capacidade de armazenamento de 128 GB.

Quem levanta a bola para a possibilidade é o site 9to5Mac, que publica que a referência do iPad de 128 GB aparece em uma lista de códigos do iOS 6.1 beta, com o rótulo “Ultimate”. Além dessa informação, no iTunes 11, que também está em desenvolvimento, também foi encontradas evidências de um possível novo tablet iPad com os tais 128 GB de armazenamento. Se algum dia isso se tornar realidade, esse novo tablet seria o dispositivo com iOS com maior capacidade de armazenamento da história.

Temos que ter cuidado com tais rumores, mesmo com evidências consideradas consistentes. Temos que levar em consideração que tudo isso pode ser fruto de uma mente criativa e habilidosa nos programas de editoração gráfica. Mas… vamos supor que tudo isso que foi dito até agora é verdade. Uma coisa que começa a ser fato consumado é que veremos um novo iPad em muito em breve, talvez ainda nesse primeiro trimestre de 2013. Se esse novo iPad 128 GB ver a luz, algumas questões rapidamente são levantadas. Uma delas é: para quem o produto está dirigido? Todos nós sabemos que a capacidade de armazenamento dos produtos da Apple é um dos fatores determinantes para a compra, porém, para você ter o dobro de capacidade em um produto da Apple, isso vai te custar, em média, US$ 100 a mais (no Brasil, a variação é bem maior que essa – aproximadamente R$ 300 a mais).

Outro detalhe: é um novo iPad? Segundo o 9to5Mac, a resposta é “não”. Esse modelo seria o iPad de quarta geração, mas com maior capacidade de armazenamento. Nenhuma mudança em design ou recursos técnicos serão efetuadas. Também estaria disponível nas versões Wi-Fi e Wi-Fi + 3G, como já estamos acostumados, e estaria disponível nas cores branco e preto, seguindo também as tendências dos produtos da Apple.

Também levando em consideração que esse modelo será mesmo lançado, também se confirma a tendência que a Apple definitivamente mudou a sua janela de lançamentos de tablets, reduzindo essa janela para apenas seis meses, e não 12 meses, como seria o habitual. O motivo disso? A concorrência, que está dinâmica nesse aspecto. Tudo indica que a janela de lançamentos do iPhone também vai encolher para nove meses (se for confirmado o lançamento de um novo iPhone para o meio do ano), mas para os dois casos, é bom esperar. Particularmente, acho negativo esse aspecto de redução da janela de lançamentos. A Apple corre o risco de fragmentar ainda mais o seu segmento de tablets. Se por um lado eles apresentam novidades em um tempo menor para os consumidores, por outro, deixa o portfólio da Apple ainda mais inflado, e com os modelos “antigos” cada vez mais desvalorizados.

Por enquanto, são rumores. Talvez a partir de março teremos dados concretos. Mas, por incrível que pareça, até me anima um iPad de 128 GB. Para quem pensa em trabalhar de forma mais efetiva com esse tablet, ou até mesmo armazenar conteúdos multimídia de forma mais vasta no equipamento, pode vir a ser um bom negócio. Com um case com teclado integrado (algo profissional, não aquele case com teclado de borracha), pode ser um portátil “de luxo”, onde muitos podem se beneficiar com a solução, deixando o notebook em casa.

Mas… vamos esperar. 2013 mal começou.