Tag Archives: lg

Por que HTC, Sony e, LG continuam no mercado de smartphones? Não é melhor fugir enquanto é tempo?

by

smartpones-teaser

A concorrência é feroz no segmento dos smartphones, e empresas como HTC, Sony ou LG mantém suas apostas ano após ano, mesmo com a realidade berrando para que eles se retirem. Não lucram com o setor, logo… por que tanto esforço?

É a pergunta que muitos se fazem para fabricantes que há muito tempo tentam recuperar uma posição que parece ser impossível de ser recuperada. Hoje, só Apple e Samsung lucram com o setor, os fabricantes chineses são uma incógnita mesmo com o seu crescimento, e as cotas de mercado deveriam convencer HTC, Sony e LG de tomar uma decisão.

Fugir enquanto é tempo pode ser uma vitória em alguns casos. Mas por algum motivo, eles não desistem.

 

Os números são frios e (muito) cruéis

 

1366_2000

 

Os números não mentem. O segmento de smartphones é mais disputado do que nunca, e os fabricantes tradicionais não só tiveram que se adaptar ao domínio absoluto de Apple e Samsung, ma tiveram que enfrentar o sucesso dos fabricantes chineses.

Xiaomi, Oppo, Huawei, Vivo ou ZTE se transformaram em gigantes de vendas na China, e a aparição desses concorrentes fez com que a relevância dos líderes do passado fosse dizimada. As cotas de mercado de LG, Lenovo/Motorola, Sony e HTC só caíram nos últimos anos, e isso tem um efeito direto nas suas perdas por dispositivo e suas porcentagens de perda em relação aos trimestres anteriores.

Os dados das empresas chinesas são um grande mistério. A Xiaomi, que parecia ser a grande protagonista há dois anos, viram suas vendas caírem em 2015, e outros fabricantes chineses se aproveitaram disso.

 

Até quando eles vão querer perder dinheiro?

 

1366_2000-1

 

Os números mais uma vez tornam a pergunta inevitável.

A LG é o caso mais crítico: vendem 18,5% dos dispositivos que a Samsung vende em unidades, mas não para de perder dinheiro. Por SETE TRIMESTRES CONSECUTIVOS!

Mesmo assim, é uma das empresas mais corajosas na hora de apresentar novidades. Mas… até quando eles vão recusar a realidade dos números?

A Sony por exemplo centrou seus esforços nas linhas média e alta, e não adiantou de muito: há dois meses vimos como sua divisão móvel tem resultados sofríveis.

A HTC é outra que não vai nada bem, e isso porque eles lançaram o seu melhor smartphone em anos. Mas segue lutando também na média, lançando novos modelos da linha Desire.

Sobre a Microsoft? Sem comentários…

 

O lucro sempre esteve entre os tops de linha

 

1366_2000-2

 

Um dos dados mais alarmantes está no fato que o crescimento em vendas caiu de forma mais ou menos sustentável desde 2011. Os mercados emergentes que pareciam ser a grande oportunidade para vários fabricantes nas linhas de entrada demonstrou não ser algo tão relevante assim.

A linha premium está saturada. Aqueles que podiam comprar smartphones caros já o fizeram, mas agora já não tem novos mercados para vendas nos países emergentes. Tanto, que Estados Unidos, China e Europa Ocidental não só podem enfrentar novas desacelerações nas vendas, como também redução em volume, de acordo com a IDC.

Muitos justificam que, hoje, um smartphone de linha média é o suficiente para 99% da população. A linha média virou uma Terra de Ninguém, e todos os fabricantes Android já se deram conta que cada vez se ganha MENOS dinheiro com esses modelos.

A coisa muda quando falamos dos modelos top de linha. Os lucros dos fabricantes estão aqui, com margens muito maiores, onde Apple e Samsung são as claras forças dominantes. Poucos podem competir com seus dispositivos estrela, e isso com os modelos top dos demais fabricantes cumprirem todos os requisitos para competir nesse segmento.

Dado que nem Sony, nem LG, nem HTC (nem qualquer uma) pode competir nesse mercado, muitos esperam que alguma delas (ou todas) anunciem em algum momento a sua saída do segmento de smartphones. É muito sacrifício, demanda de recursos, tempo e dinheiro investido para ver os lucros indo para a Apple e Samsung.

O segmento de smartphones está em perigo: menos fabricantes fazem com que exista menos concorrência, mas é fato que os fabricantes não podem perder dinheiro indefinidamente.

LG V20 busca seu lugar ao sol

by

LG V20 03

A LG apresentou hoje (7) o LG V20, novo smartphone top de linha da empresa que se mostra bem completo para os mais exigentes, ao mesmo tempo que tem a difícil missão de recuperar as vendas não tão bem sucedidas do LG G5.

Entendo que o LG V20 chega como uma nova opção top de linha, que deve atender aos anseios de quem não gostou do LG G5.

Algo que me causa certa estranheza, pois mesmo com as restrições de hardware que a versão brasileira possui, este é, sem dúvida, um dos melhores smartphones de 2016.

 

Um belo smartphone, com tecnologias próprias da LG

 

LG V20

 

O LG V20 é um belo smartphone, com uma construção reforçada, tela de altíssima qualidade, repetindo a mesma estratégia de câmera dual traseira (16 MP e 8 MP) e, de quebra, é o primeiro modelo a chegar ao mercado com o Android 7.0 Nougat. São atrativos muito relevantes para quem quer ter um dispositivo top de linha.

Sem falar nos adicionais muito bem vindos, como a porta USB Type-C com modo de recarga rápida Quick Charge 3.0, proteção contra pancadas e quedas (mas não é resistente à água, o que é uma pena…) e a tela dupla  para notificações e interações rápidas.

Ou seja, não podemos dizer que a LG não tentou colocar a sua assinatura em seu smartphone mais completo até agora, assim como fez em outros modelos que a empresa já apresentou.

O que talvez possa representar um ponto de desafio para o LG V20 é essa obrigação de salvar o ano da empresa por conta de um LG G5 que não foi bem sucedido.

Isso pode obrigar os coreanos a reverem a sua estratégia com este novo produto. Não só na questão do preço como na distribuição internacional do mesmo.

A boa notícia é que, por conta disso, o LG V20 deve chegar ao Brasil com facilidade muito maior do que o LG V10 jamais chegou.

 

LG V20 02

 

O LG V20 é um baita smartphone. Pode ser um dos grandes dispositivos de 2016 dentro da categoria de produtos premium. Veremos se o mercado vai receber este modelo melhor que o LG G5.

E vamos esperar que a LG não entregue esse produto com restrições técnicas em diferentes mercados.

O Windows 10 na porta de uma geladeira

by

windows 10 em geladeira

Na IFA 2016, foi possível ver uma grande quantidade de novidades. Mas uma das mais interessantes foi essa geladeira da LG equipada com Windows 10 como sistema operacional.

É uma ideia bem interessante, mas em fase de protótipo que ainda não deve se tornar um produto comercial.

De qualquer forma, temos um tablet com tela de 27 polegadas integrado em uma das portas da geladeira, com processador Intel Atom e oferecendo um resultado muito bom, com ótima resposta da interface e excelente desempenho.

Mas o mais interessante está no fato da tela se tornar totalmente translúcida, permitindo a visualização do que há dentro da geladeira sem precisar abrir a porta.

O produto conta com as funções habituais do Windows 10, além de poder inserir lembretes e listas de compras em formato digital, algo igualmente útil que remete a um protótipo muito chamativo.

Via TechCrunch

LG G5 SE chegou para testes

by

2016-06-23 09.28.39

A assessoria de imprensa da LG do Brasil liberou para testes o LG G5 SE, novo modelo top de linha da empresa para o mercado brasileiro. O review completo será publicado em breve no TargetHD.net.

Eu estive no evento de lançamento do produto em São Paulo (SP), e quase (sério, foi por uma pessoa) ganhei uma unidade desse smartphone nesse evento. De qualquer forma, agora tenho pelo menos 15 dias de uso intenso do dispositivo, para depois fazer as minhas avaliações sobre o modelo, que chega ao Brasil com uma grande questão pendente: o quanto a sua limitação de hardware vai influenciar na experiência final do usuário.

 

Um top de linha “capado”. Mas… precisamos de mais do que isso?

2016-06-23 09.29.27

Eu entendo os mais críticos. Muitos esperavam que a LG tratasse o mercado brasileiro com uma estratégia diferenciada, por ser o maior mercado da América Latina, e por contar com algum potencial comercial para oferecer o LG G5 tal e como ele é vendido nos Estados Unidos. Porém, não foi isso o que aconteceu.

O LG G5 SE chega com um preço muito próximo ao do Galaxy S7, um dos seus concorrentes diretos (e o preço do smartphone top da Samsung já está caindo), que é consideravelmente superior nos seus aspectos técnicos, e isso pode atrapalhar a vida do novo modelo da LG. Bom, pelo menos entre aqueles que sabem olhar para a tabela de especificações técnicas.

Por outro lado, os conceitos de experiência de uso e tecnologias agregadas podem pesar na balança. O conceito de modularidade do LG G5 SE pode chamar a atenção de alguns, sem falar na câmera dupla e na própria experiência de uso que a LG já oferece nos seus smartphones top de linha a algum tempo.

Além disso, o preço desse smartphone tende a cair ao longo dos meses. É claro que essa última parte é pura especulação da minha parte, mas a tendência da maioria dos smartphones Android é, invariavelmente, a da queda de preço.

 

Primeiras impressões? As melhores possíveis!

2016-06-23 09.29.09

As primeiras impressões que tenho do LG G5 SE são muito positivas. É um modelo top de linha na sua construção, com uma construção de metal que passa a clara impressão que estamos diante de um smartphone top de linha. A tela do dispositivo com uma leve curvatura nas bordas oferece uma aparência ainda mais atraente, sem falar que a LG mais uma vez repete a ótima qualidade na exibição de cores e contraste, em uma excelente tela.

A ideia da câmera dupla tem a sua razão de ser, oferecendo mais opções para o usuário capturar imagens em diferentes situações. É uma pena que não poderei testar de forma efetiva a modularidade do LG G5 SE (uma vez que a LG não liberou nenhum dos “Friends” compatíveis com o dispositivo). Mesmo assim, será possível fazer testes de desempenho, de fotos, comunicação, navegação na internet e outras avaliações.

Outro fato que chama a atenção no dispositivo é que ele é fino, oferecendo um bom agarre, além de ser mais discreto na hora de transportá-lo no bolso, apesar do seu tamanho de tela avantajado.

O review completo do LG G5 SE será publicado em breve no TargetHD. Mais fotos a seguir.

2016-06-23 09.29.46 2016-06-23 09.29.41 2016-06-23 09.29.13 2016-06-23 09.28.55 2016-06-23 09.28.47

Já em São Paulo, para o evento de lançamento do LG G5 SE no Brasil

by

evento-lg-g5-se

Daqui a pouco, a LG do Brasil vai anunciar oficialmente a chegada do LG G5 SE no Brasil. E eu já estou em São Paulo para cobrir presencialmente esse lançamento.

O produto já é relativamente conhecido pelo grande público, e inclusive já é testado por alguns veículos de imprensa local. Logo, nos aspectos técnicos não há qualquer tipo de surpresa. Talvez a grande curiosidade minha e de todos os fãs de tecnologia é saber como será a experiência de uso desse modelo, uma vez que suas especificações técnicas foram reduzidas para se adaptar às características de nosso mercado, com o objetivo de oferecerem um preço mais competitivo.

Apesar de compreender a decisão, ainda estranho essa opção. É claro que temos que colocar o fator de inovação nessa equação, onde o novo sistema de módulos do dispositivo conta com um valor agregado, o que tende a encarecer um pouco as coisas. Mesmo assim: será que não haveria viabilidade de mercado para trazer o LG G5 para o Brasil? Será que ele ficaria tão caro a ponto de ser impossível de ser comercializado? Será que não teria gente interessada em comprar o top do top?

Bom, essa pergunta deve ser respondida na coletiva de imprensa de hoje. Sobre os demais aspectos do LG G5 SE, podemos dizer de forma quase segura que estamos diante de um dos melhores modelos top de linha do mercado em 2016. Bom, pelo menos não podemos dizer que a LG não inovou em algumas coisas. Só o sistema de bateria modular e os acessórios que expandem as possibilidades de uso são duas sacadas diferentes daquilo que vemos hoje no mercado de smartphones.

Esses detalhes devem elevar sim o preço final do produto, mas são diferenciais que podem chamar a atenção de muitas pessoas. E sair do comum a essa altura do campeonato é meio caminho andado.

Bom, hora de me arrumar para o evento. Siga o meu twitter – @oEduardoMoreira – para ficar por dentro de tudo o que vai acontecer por lá.

Adeus, Motorola Moto Maxx. Foi bom enquanto durou…

by

motorola-moto-maxx

Está chegando ao fim o meu caso de amor com o Motorola Moto Maxx, smartphone que foi de meu uso pessoal desde janeiro de 2015.

Não que eu ache o dispositivo ruim, ou que não atenda minhas necessidades diárias. Pelo contrário: depois do iPhone 4, foi o dispositivo que mais tempo ficou comigo. Um autêntico companheiro de jornadas pessoais e profissionais, com um hardware top de linha e desempenho excelente na maior parte do tempo. Porém, esse mesmo tempo passou, e chegou a hora de fazer a troca.

O principal motivo para o adeus foi o fato da Motorola simplesmente negligenciar nas atualizações do Moto Maxx, que oficialmente parou no Android 5.0.2, jamais chegando ao Android 6.0 Marshmallow, diferente do que a mesma Motorola prometeu. Aliás, alguns diziam que o modelo receberia diretamente o Android 6.0.1, algo que honestamente eu duvido que vai acontecer.

Além disso, um dos modelos que se tornou alvo de meu objetivo futuro é o LG G4, que finalmente chegou em um preço que eu posso pagar. Tudo bem, eu estou adquirindo um smartphone que foi lançado no ano passado. Porém, é um dos modelos que já conta com o Android 6.0 Marshmallow, e realmente não tenho condições ou disponibilidade de pagar o que é cobrado pela Samsung no Galaxy S7, ou pela Apple no iPhone 6s. Dentre os modelos top de linha, é justamente esse smartphone da LG um dos que podem atender melhor as minhas necessidades.

Um hardware muito equilibrado, uma tela excelente de 5.5 polegadas, armazenamento expansível, 3 GB de RAM e câmeras que estão entre as melhores do mercado. É um conjunto de hardware bem estabelecido e definido. A única coisa que vou sentir falta do Moto Maxx é da sua bateria de 3.900 mAh, que é excelente para as minhas necessidades. Mas vou ter que conviver com isso em nome de ter um dispositivo melhor.

Diferente de colegas blogueiros, eu não ganhei o Moto Maxx da Motorola. Eu paguei por ele. Logo, minha avaliação sobre o produto foi a mais isenta possível. E me desfazer dele nesse momento é um gesto que faço sem peso na consciência, e com total isenção. É uma pena que um modelo tão caro e tão promissor no seu hardware tenha estacionado nas atualizações. Entendo que o consumidor que paga essa quantia de dinheiro por um smartphone Android não pode ser negligenciado no suporte a esse nível.

Shame on you, Motorola!

LG G5: uma revolução

by

lg-g5-final-09

Ele é lindo. Ele é moderno. Ele é revolucionário. O LG G5 foi anunciado na MWC 2016 com a difícil missão de bater de frente com os novos Galaxy S7 e Galaxy S7 Edge. Ao meu ver, temos aqui o objetivo alcançado. Com mudanças pontuais no design e em alguns de seus recursos técnicos, temos um autêntico top de linha que pode fazer barulho dentro do seu segmento.

As mudanças de design são bem vindas. Reduzir o tamanho da sua tela para que o smartphone fique mais ajustado ao usuário foi uma excelente pedida. Particularmente, me agrada mais ter nas mãos um smartphone com tela entre 5.1 e 5.3 polegadas do que um modelo de 5.5 polegadas. Pode parecer pouca essa diferença, mas ela é uma diferença considerável, mesmo no meu caso, que tem mãos grandes.

Mesmo assim, a LG teve o cuidado de aproveitar a área útil na parte frontal, visando assim melhorar a interação do usuário com a sua interface.

lg-g5-final-02

Um design mais ajustado ao que a maioria das pessoas desejam. Acho que esta é a melhor explicação para a remoção dos botões na parte traseira, um dos sinais mais claros de identidade da linha G. Confesso que nunca me incomodou os botões traseiros no smartphone, mas com os recursos de toque duplo na tela (para bloqueio e desbloqueio) e selfie com captura inteligente, os botões na parte traseira eram pouco utilizados.

Logo, é muito bem vinda a mudança. Ajuda para que se obtenha um dispositivo mais fino, com linhas mais refinadas. Essa é uma das coisas que mais ajudam a definir o LG G5 como um smartphone muito bonito.

lg-g5-final-12

A câmera dupla na parte traseira é mais um ponto de revolução do LG G5. Com funções diferentes para diferentes tipos de capturas, esses sensores quando combinados prometem um resultado final de fotos e vídeos de alta qualidade, ou superior ao que temos na maioria das soluções disponíveis no mercado. Não é algo novo, já que outros fabricantes tentaram isso no passado. Mas é a primeira vez em muito tempo que algum fabricante de um dispositivo top de linha tenta algo parecido.

lg-g5-final-007 lg-g5-final-13

E o que falar da bateria modular?

Aqui temos um quase “por que ninguém pensou nisso antes?”. Entendo que muita gente vai torcer o nariz para esse tipo de solução, por entender que esse tipo de módulo pode gerar falhas de conexão da bateria com o dispositivo e, por consequência, ocorrer desligamentos aleatórios e involuntários. Acredito que também temos que acreditar que, inicialmente, a LG trabalhou direito para prever essa possibilidade, e encontrou uma solução para evitar que tal anormalidade se faça presente.

Dito isso, não só por conta da bateria modular, mas também pelos módulos de extensão que potencializam algumas das funções do LG G5. Bem sei que temos os smartphones modulares (Project Ara manda um abraço), mas nenhum deles se tornou uma realidade de mercado. Logo, o que a LG fez é o mais próximo desse conceito a chegar ao grande público, e isso merece ser destacado.

Sem falar na família de novos acessórios que a LG preparou para esse smartphone.

lg-g5-final-14

O LG G5 chega fazendo barulho. É um dos cobiçados de 2016, um dos smartphones que deve entrar na lista de melhores do ano. Pelo menos temos que agradecer por sua chegada na MWC 2016, impedindo que a Samsung monopolizasse todas as atenções com os seus novos Galaxys.